sicnot

Perfil

Mundo

A selfie polémica de Ryan Paul, líder da Câmara dos Representantes dos EUA

O líder da Câmara dos Representantes dos EUA está no centro de uma polémica. Em causa está uma selfie tirada junto de mais de 100 estagiários do Capitólio e publicada no Instagram. À primeira vista, nada de anormal parece existir, mas os olhares mais atentos chamam a atenção para a ausência de minorias entre os presentes e criticam Ryan Paul pela falta de diversidade na política.

Num ano de eleições, no qual os direitos civis estão a assumir um papel ainda mais relevante que em outras ocasiões, as críticas à selfie de Ryan Paul numa sala cheia de estagiários não se fizeram esperar.

Na sua conta do Instagram, o líder da Câmara dos Representantes publicou a fotografia com a legenda "Penso que isto estabelece um recorde do maior número de estagiários numa única selfie".

Instagram

As manifestações de repúdio foram quase imediatas, dado que a grande maioria dos presentes são brancos - em mais de cem estagiários, apenas três são de cor. Razão pela qual a selfie já é comparada, nas redes sociais, às imagens de "Onde está o Wally?"

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.