sicnot

Perfil

Mundo

Canadá faz primeiro teste de vacina contra o Zika em humanos

Uma universidade canadiana anunciou hoje que irá realizar o primeiro teste no mundo em humanos de uma vacina contra o vírus Zika.

A vacina que se está a desenvolver será administrada em seres humanos "nos próximos dias", de acordo com um comunicado da Universidade de Laval, que se localiza na cidade do Quebec, na província com a mesma designação.

"Estamos muito orgulhosos de fazer parte da primeira equipa internacional do mundo a completar todas as etapas do processo de regulamentação" da vacina, disse Gary Kobinger, doutor em microbiologia e professor de medicina na universidade, que está a supervisionar o estudo.

Kobinger sublinhou que o desenvolvimento desta vacina contra o Zika foi autorizado pelas agências reguladoras do setor no Canadá (Health Canada) e nos Estados Unidos (FDA).

O Zika é um vírus transmitido pela picada de mosquitos e não existe um tratamento ou uma vacina para a doença.

Kobinger, uma autoridade global em vacinas, é investigador de um centro hospital ligado à universidade, que está a conduzir o estudo em colaboração com dois centros nos Estados Unidos.

Mais de uma dúzia de empresas farmacêuticas, incluindo a francesa Sanofi e a indiana Bharat Biotech, estão a trabalhar no desenvolvimento de uma vacina contra o Zika, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS).

A OMS previu um crescimento acentuado do surto nas Américas, com até quatro milhões de pessoas infetadas.

O vírus espalhou-se rapidamente pela América Latina, com um grande número de casos no Brasil.

Desde o final de 2015, o Brasil tem sido afetado pelo vírus Zika, que se suspeita ser a causa de numerosos casos de deformações congénitas em bebés, cujas mães foram contaminadas durante a gravidez.

No início de junho, um grupo de 150 especialistas em saúde pública pediu o adiamento dos Jogos Olímpicos ou a mudança de local, para evitar a propagação da doença para todo o mundo.

O Brasil recebe os Jogos Olímpicos entre 5 e 21 de agosto e os Jogos Paralímpicos de 7 a 18 de setembro.

O vírus Zika está presente em 60 países e o Brasil é o país mais afetado pela atual epidemia, com milhares de casos registados.

Segundo dados das autoridades brasileiras foram confirmados mais de 1.600 casos de microcefalia em bebés e outras alterações do sistema nervoso, que sugerem ter sido causados por infeção congénita.

Mais de 3 mil casos suspeitos da doença ainda estão a ser investigados.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.