sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte diz que mísseis balísticos visavam simular ataque nuclear

A Coreia do Norte referiu hoje que os testes de mísseis balísticos foram ordenados e monitorizados pessoalmente pelo líder Kim Jong-Un e visaram simular um ataque nuclear às bases norte-americanas na Coreia do Sul.

Reuters

Os três mísseis lançados terça-feira simularam um ataque preventivo a portos sul-coreanos e aeródromos onde está estacionado equipamento norte-americano, referiu a agência de notícias da Coreia do Norte, KCNA.

Os testes "analisaram as características operacionais dos dispositivos de detonação de ogivas nucleares armadas nos mísseis balísticos sobre a área alvo", acrescenta.

Os mísseis, lançados na cidade de Hwangiu, voaram entre 500 e 600 quilómetros em direção ao mar do Japão, referiram, em comunicado, os líderes dos ramos das Forças Armadas sul-coreanas.

As Forças Armadas da Coreia do Sul salientaram que os mísseis lançados foram os suficientes para "atingir toda a Coreia do Sul".

As tensões têm aumentado desde que Pyongyang realizou o seu quarto teste nuclear, em janeiro, seguido de uma série de lançamentos de mísseis.

A semana passada, a Coreia do Norte ameaçou tomar uma "ação física" não especificada, depois de Washington anunciar a colocação de um sistema de defesa antimíssil na Coreia do Sul para combater a crescente ameaça de Pyongyang.

Lusa

  • Desespero e euforia marcaram o 8.º dia de Mundial
    0:50
  • A derrota que envergonhou a Argentina e apurou a Croácia

    Mundial 2018 / Argentina

    A Croácia garantiu esta quinta-feira a passagem aos oitavos de final do Mundial 2018. A seleção croata bateu a Argentina por 3-0 e deixou os sul-americanos com as contas do apuramento muito complicadas. Veja aqui os golos e os principais lances do encontro.

  • Lisboa vence prémio Capital Europeia Verde de 2020

    País

    A cidade de Lisboa venceu o prémio de Capital Europeia Verde de 2020, anunciou o comissário da União Europeia para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, Karmenu Vella, numa cerimónia que decorreu em Nijmegen, na Holanda.

  • Trump culpa democratas pela separação de pais e filhos
    0:22