sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte diz que mísseis balísticos visavam simular ataque nuclear

A Coreia do Norte referiu hoje que os testes de mísseis balísticos foram ordenados e monitorizados pessoalmente pelo líder Kim Jong-Un e visaram simular um ataque nuclear às bases norte-americanas na Coreia do Sul.

Reuters

Os três mísseis lançados terça-feira simularam um ataque preventivo a portos sul-coreanos e aeródromos onde está estacionado equipamento norte-americano, referiu a agência de notícias da Coreia do Norte, KCNA.

Os testes "analisaram as características operacionais dos dispositivos de detonação de ogivas nucleares armadas nos mísseis balísticos sobre a área alvo", acrescenta.

Os mísseis, lançados na cidade de Hwangiu, voaram entre 500 e 600 quilómetros em direção ao mar do Japão, referiram, em comunicado, os líderes dos ramos das Forças Armadas sul-coreanas.

As Forças Armadas da Coreia do Sul salientaram que os mísseis lançados foram os suficientes para "atingir toda a Coreia do Sul".

As tensões têm aumentado desde que Pyongyang realizou o seu quarto teste nuclear, em janeiro, seguido de uma série de lançamentos de mísseis.

A semana passada, a Coreia do Norte ameaçou tomar uma "ação física" não especificada, depois de Washington anunciar a colocação de um sistema de defesa antimíssil na Coreia do Sul para combater a crescente ameaça de Pyongyang.

Lusa

  • "É abusivo falar de fuga ao fisco"
    4:10

    Economia

    Dez mil milhões de euros é o valor de que se fala das transferências para contas offshore, que terão escapado à Autoridade Tributária. O número impressiona, mas é preciso notar que este dinheiro é capital que sai do país e o capital não está sujeito ao pagamento de imposto só porque sai do país. O fiscalista Tiago Caiado Guerreiro esteve no Jornal da Noite para dar mais explicações sobre o caso.