sicnot

Perfil

Mundo

Daesh reivindica ataque no comboio alemão que causou 11 feridos

O Daesh disse hoje que o refugiado afegão que atacou 11 passageiros de um comboio na Alemanha é um dos combatentes do grupo extremista, referiu hoje a agência ligada ao grupo extremista.

Karl-Josef Hildenbrand

"O autor do ataque à faca na Alemanha era um dos combatentes do Daesh", refere a agência Amaq.

Entretanto, um desenho de uma bandeira do Daesh foi encontrado no quarto do cidadão afegão que feriu os onze passageiros de um comboio regional alemão, disse hoje o ministro bávaro do Interior.

O ministro disse ao canal de televisão pública ZDF que além do desenho da bandeira do Daesh, o jovem afegão gritou "Allhah Akbar" quando atacava os passageiros com um machado e uma faca, na segunda-feira à noite.

Onze pessoas foram atingidas pelo atacante, quatro das quais encontram-se em estado de saúde considerado grave.

O ataque aconteceu a bordo de um comboio regional, na cidade de Wuerzburg, na Baviera.

O refugiado afegão, de 17 anos, foi morto pela polícia na sequência do ataque, no momento em que tentava escapar às autoridades.

Com Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.