sicnot

Perfil

Mundo

Melania Trump garante ter escrito discurso quase sem ajuda

Horas antes de ter discursado na Convenção Republicana, na qual é acusada de plágio, Melania Trump afirmou que escreveu o discurso "praticamente sem ajuda".

Reuters

"Li-o uma vez, e isso foi porque o escrevi com o mínimo de ajuda possível", declarou a mulher de Donald Trump ao repórter Matt Lauer, a bordo do avião do casal.

Melania é alvo de acusações de plágio, pelas semelhanças do seu discurso com o de Michelle Obama na convenção democrata de 2008, ano em que Barack foi eleito.

"Os meus pais incutiram-me os valores: que é preciso trabalhar muito para alcançarmos o que queremos na vida. Que a nossa palavra é o nosso vínculo e que temos de agir de acordo com o que dizemos e que mantemos as nossas promessas”, declarou Melania este sábado, na Convenção Republicana. Anos antes, em 2008, dizia Michele Obama:

"O Barack e eu crescemos com muitos valores iguais: que temos de trabalhar muito pelo que queremos na vida; que a nossa palavra é o nosso vínculo e que temos de fazer aquilo que dizemos que vamos fazer; que temos de tratar as pessoas com dignidade e respeito, mesmo se não as conhecermos, e mesmo que não concordemos com elas.”

Confrontada com as semelhanças, a campanha de Trump não respondeu às acusações de plágio e declarou em comunicado:

"A equipa de Melania tomou notas sobre as inspirações da sua vida e nalgumas partes incluiu fragmentos que refletem o seu próprio pensamento".

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Família Obama de férias na Indonésia

    Mundo

    Das águas claras de Bali aos encantos dos templos de Java, o antigo Presidente norte-americano Barack Obama levou a esposa e as filhas de férias numa aventura de (re)descobertas por um país onde Obama viveu durante quatro anos da sua infância.

    SIC

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.