sicnot

Perfil

Mundo

Obama promete ajuda nas investigações ao golpe de Estado falhado na Turquia

O Presidente norte-americano, Barack Obama, prometeu hoje ao seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, ajuda na investigação do golpe de Estado fracassado, mas também apelou ao homólogo o respeito pelo Estado de direito, segundo a Casa Branca.

© Yuri Gripas / Reuters

Durante um telefonema, Obama enfatizou a necessidade de conduzir as investigações sobre os autores da tentativa de golpe na Turquia, que ocorreu na noite de sexta-feira para sábado, adotando métodos que "reforcem a confiança das pessoas nas instituições democráticas e do Estado de direito".

As autoridades turcas querem que o clérigo muçulmano Fethullah Gullen, exilado nos Estados Unidos e acusado por Ancara de planear o golpe, seja extraditado para a Turquia.

Washington alertou Ancara em diversas ocasiões sobre a questão das liberdades civis.

Confrontados com expurgos, desde o golpe de Estado falhado, entre os militares, a polícia e o judiciário, os Estados Unidos têm sido mais insistentes nesse ponto das liberdades civis e a manutenção da democracia.

Obama elogiou "a determinação do povo turco ao enfrentar esta ação violenta e seu compromisso com a democracia".

A Turquia foi alvo de uma tentativa de golpe de Estado na sexta-feira à noite, mas o Presidente, Recep Erdogan, e Governo recuperaram o controlo do país no sábado.

O último balanço do governo turco aponta para 308 mortos entre revoltosos, civis e forças leais a Erdogan e mais de 1.400 feridos.

Segundo o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, mais de 7.500 pessoas foram detidas no âmbito do inquérito à tentativa de golpe de Estado na Turquia, incluindo 6.038 militares, 755 magistrados e 100 agentes da polícia.

Lusa

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.