sicnot

Perfil

Mundo

Sete soldados mortos nos confrontos mais graves da Ucrânia em dois meses

O exército ucraniano afirmou hoje que sete soldados foram mortos e 14 feridos entre segunda-feira e hoje, nos confrontos mais graves com os separatistas pró-russos em dois meses, no leste da Ucrânia.

"Nas últimas 24 horas, como resultado de operações militares, sete militares ucranianos morreram e 14 ficaram feridos", disse o porta-voz dos militares, Andriy Lysenko.

Este é o maior número de mortes desde 24 de maio, quando sete soldados também morreram.

O anúncio é feito na sequência de conversações entre líderes de vários países e Moscovo para pôr fim a uma guerra que já dura 26 meses.

A ex-república da União Soviética está afundada em lutas que já tiraram 9.500 vidas e agravou as relações entre Moscovo e o Ocidente.

Kiev e os seus aliados acusam a Rússia de planear e fornecer armamento para revoltas depois da destituição do antigo Presidente ucraniano, apoiado por Moscovo, Viktor Yanukovytch, em fevereiro de 2014.

A Rússia anexou a península da Crimeia em março de 2014, depois de um referendo aos habitantes, que deu vitória à separação da Ucrânia.

Como resultado, as relações diplomáticas entre a Rússia e o Ocidente agravaram-se com mais tensão.

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, nega que esteja a apoiar os rebeldes, e diz que alguns soldados que estavam fora de serviço ou de férias "seguiram o chamamento do coração" e se juntaram à causa dos insurgentes.

Há também efeitos nas negociações internacionais para pôr fim também à guerra na Síria, que dura há mais de cinco anos, em que a Rússia tem um papel fulcral como aliada do Presidente Bashar Al-Assad.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47