sicnot

Perfil

Mundo

Sete soldados mortos nos confrontos mais graves da Ucrânia em dois meses

O exército ucraniano afirmou hoje que sete soldados foram mortos e 14 feridos entre segunda-feira e hoje, nos confrontos mais graves com os separatistas pró-russos em dois meses, no leste da Ucrânia.

"Nas últimas 24 horas, como resultado de operações militares, sete militares ucranianos morreram e 14 ficaram feridos", disse o porta-voz dos militares, Andriy Lysenko.

Este é o maior número de mortes desde 24 de maio, quando sete soldados também morreram.

O anúncio é feito na sequência de conversações entre líderes de vários países e Moscovo para pôr fim a uma guerra que já dura 26 meses.

A ex-república da União Soviética está afundada em lutas que já tiraram 9.500 vidas e agravou as relações entre Moscovo e o Ocidente.

Kiev e os seus aliados acusam a Rússia de planear e fornecer armamento para revoltas depois da destituição do antigo Presidente ucraniano, apoiado por Moscovo, Viktor Yanukovytch, em fevereiro de 2014.

A Rússia anexou a península da Crimeia em março de 2014, depois de um referendo aos habitantes, que deu vitória à separação da Ucrânia.

Como resultado, as relações diplomáticas entre a Rússia e o Ocidente agravaram-se com mais tensão.

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, nega que esteja a apoiar os rebeldes, e diz que alguns soldados que estavam fora de serviço ou de férias "seguiram o chamamento do coração" e se juntaram à causa dos insurgentes.

Há também efeitos nas negociações internacionais para pôr fim também à guerra na Síria, que dura há mais de cinco anos, em que a Rússia tem um papel fulcral como aliada do Presidente Bashar Al-Assad.

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.