sicnot

Perfil

Mundo

Tribunal paquistanês confisca bens de ex-presidente Pervez Musharraf

O tribunal paquistanês que está a julgar por alta traição o ex-presidente Pervez Musharraf, ausente do país, confiscou hoje bens e congelou contas bancárias devido às repetidas faltas durante o processo.

© Mian Kursheed / Reuters

O tribunal adiou novas sessões do processo até que o militar seja detido ou se entregue às autoridades, dois meses depois de ter declarado Musharraf fugitivo da justiça, disseram fontes judiciais ao diário paquistanês Dawn.

"De acordo com a lei, o acusado não ser julgado à revelia", afirmou o presidente do Tribunal Superior de Peshawar (noroeste), Mazhar Alam Miankel.

Pervez Musharraf saiu do Paquistão a 18 de março para tratamento médico no Dubai, prometendo regressar poucos meses depois.

A saída do militar foi possível depois de o Supremo Tribunal ter levantado a proibição de viajar imposta há três anos pelo governo paquistanês.

Musharraf, que ocupou durante quase uma década na sequência de um golpe de Estado em 1999, está a ser julgado por ter suspendido a ordem constitucional e decretar a detenção de dezenas de juízes em 2007.

Pervez Musharraf, único dos quatro ditadores militares do Paquistão que foi detido, tentou há três retomar a carreira política, quando voltou ao país para participar nas eleições gerais, mas a Justiça impediu a participação e o ex-presidente acabou por ser detido.


Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.