sicnot

Perfil

Mundo

Aviões tentam intercetar barcos da guarda costeira turca perto de águas gregas

​Aviões militares turcos descolaram hoje para intercetar dois barcos da guarda costeira turca que estariam a tentar entrar em águas territoriais gregas, informou a agência de notícias Dogan, cinco dias depois do golpe de Estado falhado na Turquia.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

Os aviões "realizaram uma operação contra dois barcos da guarda costeira turca que estariam a tentar atravessar em águas territoriais gregas", disse a agência de notícias Dogan.

Ainda não está claro se as embarcações estão a transportar suspeitos ligados à tentativa de golpe, pois essas informações ainda não foram confirmadas pelo Governo turco.

"Um navio da Marinha grega foi enviado perto da ilha de Symi (Egeu), mas nada permite confirmar a chegada das tropas turcas para esta ilha", disse uma fonte do governo grego.

A ilha grega de Symi fica perto da estância turca de Marmaris, onde estava o Presidente Recep Tayyip Erdogan na sexta-feira noite, no início da tentativa de golpe, escapando, disse o chefe de Estado, por pouco de um ataque do comando golpista.

O Governo turco reprimiu duramente os militares envolvidos na tentativa de golpe, além de realizar uma purga entre juízes, professores universitários e funcionários públicos.

Oito oficiais turcos fugiram para a Grécia, na sequência do golpe fracassado de sexta-feira que tentou derrubar o Presidente Recep Tayyip Erdogan.

Os oito - dois comandantes, quatro capitães e dois sargentos que pediram asilo na Grécia - negaram qualquer envolvimento e insistem que fugiram da Turquia para salvar suas vidas depois de estarem sob o fogo da polícia.

Os militares, que chegaram na Grécia de helicóptero no sábado depois de enviar um sinal de socorro para as autoridades no aeroporto no norte da cidade de Alexandropolis, estão a enfrentar um julgamento por entrada ilegal no país e a Turquia quer a extradição desses militares.

O golpe falhado de sexta-feira deixou cerca de três dezenas de mortos e milhares de detidos.

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura durante a noite. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vitima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.