sicnot

Perfil

Mundo

Mãe alemã condenada a 14 anos pelo homicídio de quatro bebés

Uma alemã foi condenada a 14 anos de prisão pelo homicídio involuntário de quatro filhos recém-nascidos. Em 2015, foram encontrados oito corpos de bebés no apartamento da mulher de 45 anos, em Wallenfels. Contudo, o Ministério Público acusou-a da morte de apenas quatro crianças.

O Tribunal de Coburgo na Alemanha condenou a mulher a 14 anos de prisão, depois de a considerar culpada da morte de pelo menos quatro bebés.

O pai de 55 anos foi julgado como cúmplice da mulher, mas o tribunal considerou que não haviam provas suficientes que o culpassem da morte dos bebés e absolveu-o.

O caso tornou-se bastante conhecido na cidade alemã de Wallenfels. Após o veredicto final, muitas pessoas escusaram-se de comentar o caso. Outras continuam à procura de uma explicação para os "atos terríveis".

O presidente da Câmara Jens Korn criticou o julgamento, pois admitiu que a condenação não atendeu às expectativas de muitos cidadãos. Korn adiantou ainda que será feito um enterro "digno" dos oito bebés encontrados mortos.

Um morador local encontrou os restos mortais de uma criança em novembro de 2015. Mais tarde, após o cidadão alertar as autoridades locais, foram encontrados os oito corpos, embrulhados em sacos de plástico e cobertores. A mãe foi logo detida e o pai acusado de cumplicidade no homicídio.

  • Pelo menos seis mortos em descarrilamento nos EUA

    Mundo

    Pelo menos seis pessoas morreram na sequência do descarrilamento de um comboio de passageiros, ocorrido esta segunda-feira perto da cidade norte-americana de Seattle, estado de Washington, referiu um responsável norte-americano citado pela agência noticiosa norte-americana Associated Press.

  • Comissão de trabalhadores da Autoeuropa vai entregar contraproposta
    1:39

    Economia

    A Autoeuropa vai parar entre o Natal e o Ano Novo por falta de peças para a produção. O anúncio foi feito esta segunda-feira, no dia em que foram retomadas as negociações sobre os novos horários de trabalho na fábrica de Palmela. Ainda não está nada decidido, mas a Comissão de Trabalhadores vai preparar uma contraproposta para entregar à administração que, na semana passada, impôs de forma unilateral o trabalho ao sábado.