sicnot

Perfil

Mundo

NASA descobre dois planetas que podem acolher vida

Ilustração de vários exoplanetas descobertos pela missão Kepler.

NASA/Reuters

Uma equipa internacional de cientistas da NASA anunciou hoje um enorme buraco de mais de cem novos exoplanetas. Entre eles, um sistema solar de quatro planetas a 181 anos luz. Dois deles, acreditam os cientistas, têm boas hipóteses de conter vida.

A descoberta é publicada no “Astrophysical Journal Supplement“.

O K2-72 é uma estrela anã vermelha orbitada por quatro planetas, na direção da constelação de Aquário.

Todos estes planetas são entre 20% e 50% maiores que a Terra. A estrela tem menos de metade do tamanho do Sol e um brilho menos intenso. As órbitas planetárias variam entre 5 e 24 dias.

Dois dos planetas, dizem os cientistas, deverão ter níveis de irradiação comparáveis com os do nosso planeta. Apesar da pequena órbita (a da Terra é de 365 dias), a possibilidade da existência de vida não pode ser descartada, segundo Ian Crossfield, pesquisador da Universidade do Arizona e líder da pesquisa.

O Kepler descobre novos planetas medindo as quedas subtis no brilho das estrelas causadas pela passagem de um planeta. Após algumas reparações, a sonda mantém-se em operação, na missão chamada como K2, que conta com apoio de observatórios em terra.

  • Debate quinzenal com o primeiro-ministro

    País

    A situação económica e financeira foi o tema escolhido pelo Governo, mas a polémica da descida da Taxa Social Única dominará certamente a discussão na Assembleia da República. Veja aqui em direto e participe no Minuto a Minuto Parlamento Global/SIC.

    Direto

  • MIT quer humanos a ajudar máquinas a decidir (quem morre)

    Mundo

    A "Máquina Moral" é uma plataforma online que recolhe a perspetiva humana em decisões que terão de ser tomadas por uma máquina. Por exemplo, quando um carro sem condutor se depara com o dilema do mal menor: em quem acertar - para evitar outros - num acidente de viação.

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.