sicnot

Perfil

Mundo

UNICEF condena violação de estudante indiana e "cultura hedionda de impunidade"

A UNICEF condenou hoje a violação de uma estudante indiana por um grupo de homens, do qual faziam parte alguns dos que já a tinham violado há três anos, e alertou para a "cultura hedionda de impunidade".

"A violação de uma jovem mulher 'dalit', praticada por um gangue na Índia pelos mesmos cinco homens que a violaram há três anos, vem uma vez mais chamar a atenção para a cultura hedionda de impunidade em torno da violência contra as raparigas e mulheres", disse a conselheira do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) para a Igualdade de Género, Anju Malhotra.

A estudante, que pertence à casta dos 'dalit' -- antigamente conhecida como 'intocáveis' -- foi encontrada na quarta-feira inconsciente, num arvoredo que ladeia uma autoestrada no estão de Haryana, no norte da Índia.

A polícia está à procura de cinco homens, identificados pela vítima, acusados de a terem raptado perto da universidade que frequentava. Segundo um responsável da polícia de Haryana, Pushpa Khatri, a rapariga de 21 anos foi drogada e violada num veículo.

Dois dos agressores encontravam-se em liberdade condicional a aguardar julgamento pela violação da mesma mulher em 2013, continuou Pushpa Khatri.

Segundo Anju Malhotra, "cerca de 120 milhões de raparigas no mundo -- ou seja, 1 em cada 10 -- serão sujeitas a violência sexual. A maioria destas raparigas é violada pela primeira vez entre os 15 e os 19 anos".

Para a conselheira da UNICEF para a Igualdade de Género, "a indignação por si só não chega". "É necessário agir neste momento para acabar com esta brutalidade que se tornou rotina e proporcionar às vítimas de violência a justiça e a proteção que merecem", concluiu.

Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.