sicnot

Perfil

Mundo

Cuba quer captar mais turistas portugueses com voos diretos

Cuba quer desenvolver parcerias estratégicas com Portugal no setor do turismo e captar mais turistas portugueses, afirmou hoje um diplomata cubano, sublinhando a "expetativa" de ter voos diretos entre os dois países "o mais rápido possível".

Rebecca Blackwell

"No ano passado viajaram para Cuba 19 mil portugueses, dá para um voo semanal cheio", destacou Melne Martínez Hernández, primeiro secretário da embaixada cubana, à margem do evento "La Havanita", que pretende recriar o ambiente de Havana em Lisboa.

"Parece que vai acontecer no próximo ano, a nossa expetativa é que fosse o mais rápido possível" porque permitiria baixar os preços e poupar tempo, já que atualmente, quem viaja para Cuba passa normalmente por Madrid.

O diplomata salientou que a prioridade atual para Cuba é o investimento estrangeiro e que há "muito interesse nas exportações portuguesas", bem como no comércio com vários parceiros.

"Queremos diversificar o comércio com europeus, asiáticos, América latina e quando for o momento com os Estados Unidos", acentuou.

Quanto a Portugal, o objetivo é desenvolver parceiras estratégicas em termos económicos, sobretudo em áreas como o turismo, as energias renováveis, "em que Portugal tem muita experiência", e as indústrias farmacêuticas e agroalimentares.

"Temos 11 milhões de cubanos e cinco milhões de turistas para alimentar", frisou, assinalando que existe um potencial de crescimento de três milhões de turistas norte-americanos nos próximos três ou quatro anos.

Melne Martínez Hernández adiantou ainda que está "a ser preparada uma grande presença" de empresas portuguesas em Cuba, já que este ano Portugal terá um pavilhão exclusivo na Feira Internacional de Havana, que vai decorrer entre finais de outubro e princípios de novembro.

Sinal do interesse de Portugal por Cuba é também a visita do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, àquele país, que o diplomata cubano apontou igualmente como referência para o bom momento que atravessam as relações entre os dois países.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.