sicnot

Perfil

Mundo

Distúrbios a norte de Paris após morte de jovem sob custódia da polícia

A violência deflagrou nos arredores de Paris esta madrugada pela segunda noite consecutiva, com 15 carros incendiados por residentes em fúria com a morte de um jovem sob custódia da polícia, anunciaram fontes oficiais.

Os distúrbios começaram na noite de terça-feira, depois de a população saber que Adoma Traoré, 24 anos, tinha morrido pouco tempo depois de ter sido detido em Beaumond-sur-Oise, arredores de Paris, pela polícia.

O jovem tinha tentado interferir na detenção de um irmão, suspeito de envolvimento num caso de extorsão, de acordo com fontes policiais não identificadas à agência France Presse.

Na explicação de um procurador local, Yves Jannier, citado pela AFP, Adoma "desmaiou enquanto era transportado" para a esquadra e os paramédicos foram chamados de imediato, mas não conseguiram reanimá-lo.

Na noite de terça-feira, cinco membros das forças paramilitares ficaram feridos em confrontos, nove carros foram incendiados e vários edifícios públicos vandalizados. Uma pessoa foi detida.

Os distúrbios voltaram a eclodir na madrugada passada numa série de povoações contíguas no Vale do Oise, uma faixa de 30 quilómetros de subúrbios a norte de Paris, resultando num balanço de mais 15 carros incendiados, tentativas de incêndio de uma escola e do edifício de uma autarquia.

"Oito pessoas foram detidas. Algumas por atirarem 'cocktails molotov' contra as forças de segurança, outras por tentativa de incêndio de um edifício público", anunciou Jean-Simon Mérandat, diretor da prefeitura (delegação do Governo) local, citado pela AFP.

Mérandat explicou ainda que 180 polícias e efetivos das forças paramilitares foram mobilizados para fazer frente a "200 indivíduos hostis".

Os participantes nos distúrbios queimaram 15 veículos e provocaram 35 incêndios na rua, de acordo com a mesma fonte.

Um grupo de amigos de Adoma Traoré exigiram ver o cadáver, que deverá ser hoje submetido a autópsia, depois de alguns deles terem contado ter visto como foi golpeado pelos paramilitares na noite de terça-feira.

Esta onda de violência ocorre num contexto em que as forças de segurança francesas se encontram sob pressão significativa, depois de meses de alerta máximo de prevenção contra ataques terroristas e de protestos contra o Governo, em que as próprias forças de segurança se tornaram alvo da fúria dos manifestantes.

Em 2005, quando dois jovens adolescentes morreram eletrocutados numa estação de eletricidade onde se esconderam para fugir a uma perseguição da polícia, os subúrbios franceses foram o palco de semanas de violência, vista como uma revolta contra o sistema de guetos em França, onde se concentram altos níveis de pobreza e desemprego e onde vive maioritariamente uma população de primeira e segunda geração de imigrantes que se sentem excluídos e marginalizados pela sociedade.

Lusa

  • Quatro detidos na segunda noite de distúrbios nos subúrbios de Paris
    2:08

    Mundo

    A polícia francesa fez quatro detenções por causa dos distúrbios que na última madrugada voltaram aos subúrbios de Paris. Foi a segunda noite de confrontos, com mais de 20 carros incendiados. Na origem da violência está a detenção de um muçulmano por ter desrespeitado a ordem para a mulher tirar o véu islâmico.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.