sicnot

Perfil

Mundo

EUA instam Ucrânia a "não tolerar" homicídios como o do jornalista Pavel Sheremet

© Valentyn Ogirenko / Reuters

O Departamento de Estado dos Estados Unidos instou o Governo da Ucrânia a "não tolerar" homicídios como o do jornalista Pavel Sheremet, que morreu na quarta-feira em Kiev na explosão de uma bomba no veículo em que seguia.

"O homicídio do senhor Sheremet não se pode tolerar numa sociedade livre e democrática", disse em comunicado o departamento dirigido por John Kerry.

As autoridades ucranianas informaram que o engenho explosivo foi detonado com um comando à distância na madrugada de quarta-feira, quando Sheremet se dirigia ao jornal para o qual escrevia.

Sheremet, de 44 anos e nascido na Bielorrússia, trabalhava no diário digital Ukrainska Pravda, cujo fundador, Gueorgui Gongadze, foi assassinado em 2000.


Lusa

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11