sicnot

Perfil

Mundo

Jornalista mexicano assassinado à frente da família

Em fevereiro de 2016, foram expostas fotos de jornalistas assassinados como forma de protesto contra a onda de assassinatos contra jornalistas em Veracruz, no México.

© Edgard Garrido / Reuters

Um jornalista mexicano foi assassinado a tiro à frente da sua mulher e de dois filhos em Tierra Blanca, Estado de Veracruz no México, um país que continua a figurar como um dos mais perigosos para os media.

Pedro Tamayo Rosas, 45 anos, que trabalhava para dois jornais de Veracruz - Al Calor Politico e Piñero de la Cuenca -, foi assassinado à saída de sua casa no munícipio de Tierra Blanca - um dos mais afetados do Estado de Veracruz pela violência do narcotráfico - por dois agressores, que a seguir se colocaram em fuga, indicou a polícia local através de um comunicado, citado pela agência France Presse.

Pedro Tamayo acompanhou em junho de 2014 a descoberta de várias fossas clandestinas de onde 35 pessoas foram exumadas, provavelmente vítimas de um cartel de droga, Los Zetas, muito poderoso em Veracruz, um Estado mexicano minado pela violência.

O jornalista tinha sido colocado sob proteção da polícia depois de ter sido ameaçado em janeiro último.

Desde o início do ano, a organização não-governamental Repórteres Sem Fronteiras contabiliza já o assassinato de nove jornalistas no México, país onde mais de mais de 90 jornalistas foram mortos e 17 estão dados como desaparecidos desde 2000.


Lusa

  • Mário Centeno lidera hoje a primeira reunião do Eurogrupo
    1:56
  • Grafitter morre após cair do telhado da estação de Sete Rios
    0:57

    País

    Um grafitter morreu no sábado na estação intermodal de Sete Rios, em Lisboa. O jovem caiu de uma altura de seis metros, enquanto fazia um grafitti. As autoridades terão sido alertadas por um amigo, mas quando o INEM chegou o jovem de 21 anos já estava morto.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

  • Pelo menos 22 corpos retirados de hotel atacado em Cabul

    Mundo

    Pelo menos 22 corpos foram removidos do hotel de Cabul, no Afeganistão, atacado neste fim de semana pelos talibãs e alguns serão difíceis de identificar por estarem calcinados, de acordo com um novo relatório do Ministério da Saúde.

  • Casal que mantinha filhos acorrentados queria participar num reality show
    3:15
  • Quase 100 atletas testemunharam contra médico Larry Nassar
    1:38

    Desporto

    Quase 100 atletas e antigas ginastas da seleção dos Estados Unidos da América confrontaram esta semana, em tribunal, o médico Larry Nassar, acusado de assédio sexual. Em dezembro, o clínico foi condenado a 60 anos de prisão por um tribunal do Michigan, por posse de pornografia infantil.