sicnot

Perfil

Mundo

ONU pede respeito pela ordem constitucional e direitos humanos

​O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, instou hoje as autoridades turcas para assegurarem o respeito da ordem constitucional e os direitos humanos após a declaração do estado de emergência do país.

© Denis Balibouse / Reuters

Ban Ki-moon, através de comunicado, insistiu na importância do cumprimento das promessas feitas pelas autoridades turcas bem como no cumprimento das obrigações internacionais.

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, proclamou na quarta-feira à noite o estado de emergência durante três meses aprovado pelo Parlamento como resposta ao golpe de Estado falhado.

Cerca de 28 mil funcionários turcos foram suspensos dos seus cargos, sendo que 21 mil destes eram trabalhadores do Ministério da Educação (professores do ensino privado), aumentando o número de desempregados para 55 mil pessoas.

Das várias medidas tomadas, a proibição de viajar para estrangeiro de todos os funcionários e empregados universitários, foi implementada antes da declaração do estado de emergência.

Lusa

  • Depois do Fogo
    0:25

    Reportagem Especial

    Uma semana depois do incêndio de Pedrogão Grande são muitas as histórias de perda e de sobrevivência, mas também de solidariedade de pessoas anónimas, que não dormiram durante dias a fio, para apoiar na logística do difícil combate ao incêndio florestal mais mortífero de que há memória. Depois do Fogo, hoje no Jornal da Noite.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.