sicnot

Perfil

Mundo

Governo venezuelano e oposição aceitam mediação do Vaticano

Plaza La Candelaria, em Caracas

© Carlos Jasso / Reuters

O Governo da Venezuela e aliança parlamentar da oposição Mesa de Unidade Democrática chegaram a um acordo para o Vaticano ser mediador na agenda de diálogo nacional, anunciou hoje a União de Nações da América do Sul (Unasul).

"Encontrámos uma aceitação das partes para que esta tarefa que estamos a desenvolver (...) seja acompanhada pelo Vaticano. Parece-me que é uma boa notícia, que haja uma aceitação conjunta desta solicitação, que nos enriquecerá espiritual e politicamente", disse o secretário da Unasul.

Ernesto Samper falava no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, acompanhado pelo Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pela ministra venezuelana de Relações Exteriores, Delcy Rodríguez, e pelos ex-chefes de governos José Luís Rodríguez Zapatero (Espanha), Leonel Fernández (República Dominicana) e Martín Torrijos (Panamá), mediadores no conflito interno venezuelano.

Segundo Ernesto Samper, na Venezuela existe uma realidade política com duas opções, a da "polarização, violência, ingerência internacional" e a "do diálogo".

Por outro lado, Nicolás Maduro anunciou que está "a abrir-se um caminho" para o diálogo político com a oposição, com vista a solucionar a crise político-económica venezuelana.

O presidente da Assembleia Nacional, Henry Ramos Allup, anunciou, na quinta-feira, que os representantes da Mesa de Unidade Democrática vão reunir-se durante o fim-de-semana para decidir se participam ou não no diálogo proposto pelo Executivo.

Por outro lado, informou que recebeu uma carta de Ernesto Samper, em nome da Unasul, "solicitando aceitar o diálogo proposto" pelo Chefe de Estado.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.