sicnot

Perfil

Mundo

Governo venezuelano e oposição aceitam mediação do Vaticano

Plaza La Candelaria, em Caracas

© Carlos Jasso / Reuters

O Governo da Venezuela e aliança parlamentar da oposição Mesa de Unidade Democrática chegaram a um acordo para o Vaticano ser mediador na agenda de diálogo nacional, anunciou hoje a União de Nações da América do Sul (Unasul).

"Encontrámos uma aceitação das partes para que esta tarefa que estamos a desenvolver (...) seja acompanhada pelo Vaticano. Parece-me que é uma boa notícia, que haja uma aceitação conjunta desta solicitação, que nos enriquecerá espiritual e politicamente", disse o secretário da Unasul.

Ernesto Samper falava no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, acompanhado pelo Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pela ministra venezuelana de Relações Exteriores, Delcy Rodríguez, e pelos ex-chefes de governos José Luís Rodríguez Zapatero (Espanha), Leonel Fernández (República Dominicana) e Martín Torrijos (Panamá), mediadores no conflito interno venezuelano.

Segundo Ernesto Samper, na Venezuela existe uma realidade política com duas opções, a da "polarização, violência, ingerência internacional" e a "do diálogo".

Por outro lado, Nicolás Maduro anunciou que está "a abrir-se um caminho" para o diálogo político com a oposição, com vista a solucionar a crise político-económica venezuelana.

O presidente da Assembleia Nacional, Henry Ramos Allup, anunciou, na quinta-feira, que os representantes da Mesa de Unidade Democrática vão reunir-se durante o fim-de-semana para decidir se participam ou não no diálogo proposto pelo Executivo.

Por outro lado, informou que recebeu uma carta de Ernesto Samper, em nome da Unasul, "solicitando aceitar o diálogo proposto" pelo Chefe de Estado.

Lusa

  • A insólita entrevista de Jerry Lewis que se tornou viral
    2:39

    Cultura

    Jerry Lewis concedeu no início deste ano uma entrevista insólita que se tornou viral nas redes sociais. O comediante decidiu, pura e simplesmente, não colaborar com o entrevistado. Lewis tinha na altura 90 anos e continuava a trabalhar, tendo participado no filme "Max Rose", em 2016.