sicnot

Perfil

Mundo

Governo venezuelano e oposição aceitam mediação do Vaticano

Plaza La Candelaria, em Caracas

© Carlos Jasso / Reuters

O Governo da Venezuela e aliança parlamentar da oposição Mesa de Unidade Democrática chegaram a um acordo para o Vaticano ser mediador na agenda de diálogo nacional, anunciou hoje a União de Nações da América do Sul (Unasul).

"Encontrámos uma aceitação das partes para que esta tarefa que estamos a desenvolver (...) seja acompanhada pelo Vaticano. Parece-me que é uma boa notícia, que haja uma aceitação conjunta desta solicitação, que nos enriquecerá espiritual e politicamente", disse o secretário da Unasul.

Ernesto Samper falava no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, acompanhado pelo Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pela ministra venezuelana de Relações Exteriores, Delcy Rodríguez, e pelos ex-chefes de governos José Luís Rodríguez Zapatero (Espanha), Leonel Fernández (República Dominicana) e Martín Torrijos (Panamá), mediadores no conflito interno venezuelano.

Segundo Ernesto Samper, na Venezuela existe uma realidade política com duas opções, a da "polarização, violência, ingerência internacional" e a "do diálogo".

Por outro lado, Nicolás Maduro anunciou que está "a abrir-se um caminho" para o diálogo político com a oposição, com vista a solucionar a crise político-económica venezuelana.

O presidente da Assembleia Nacional, Henry Ramos Allup, anunciou, na quinta-feira, que os representantes da Mesa de Unidade Democrática vão reunir-se durante o fim-de-semana para decidir se participam ou não no diálogo proposto pelo Executivo.

Por outro lado, informou que recebeu uma carta de Ernesto Samper, em nome da Unasul, "solicitando aceitar o diálogo proposto" pelo Chefe de Estado.

Lusa

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC