sicnot

Perfil

Mundo

Polícia turca detém sobrinho de Fethullah Gülen

TOLGA BOZOGLU

As autoridades turcas detiveram um sobrinho de Fethullah Gülen, exilado político nos EUA que Ancara acusa de ser o mentor do golpe de Estado falhado de 15 de julho, divulgou a agência noticiosa pro governamental.

Muhammet Sait Gülen foi detido em Erzurum, no nordeste do país, no âmbito do inquérito sobre a tentativa de golge de Estado, ocorrida na noite de 15 de julho, indica a Anadolu, sem acrescentar pormenores.

É a primeira vez que um familiar de Fethullah Gülen é relacionado com o golpe de Estado.

A região de Erzurum é apontada como abrigo de vários apoiantes e membros do movimento Hizmet de Fethullah Gülen, que as autoridades turcas dizem ter estado por detrás da tentativa de golpe de Estado.

O exilado na Pensilvânia já negou ter sido o mentor da iniciativa.

Em maio, outro sobrinho do pregador foi detido num processo relacionado com as escolas geridas pela movimento, referia a agência Anadolu.

Um decreto-lei sobre o estado de emergência hoje publicado na Turquia refere que o período de detenção dos suspeitos envolvidos na tentativa falhada do golpe de Estado pode prolongar-se até 30 dias.

O período legal que uma pessoa poderá estar detida antes de ser presente ao juiz na Turquia é de quatro dias.

Na sexta-feira, o ministro da Justiça turco, Bekir Bozdag, admitiu estender por mais tempo o estado de emergência decretado na quarta-feira por três meses.

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou, também na sexta-feira, que 11 mil pessoas foram detidas devido a ligações com o golpe de Estado, que provocou 265 mortos.

O decreto-lei também dissolve milhares de estruturas e instituições, incluindo organizações ligadas à educação e relacionados com Fetullah Gulen.

Lusa

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.