sicnot

Perfil

Mundo

Turquia defende adesão aos valores democráticos em reunião do G20

Mehmet Simsek

© Umit Bektas / Reuters

O Governo da Turquia defendeu hoje perante o G20 o seu respeito pelos valores democráticos e Estado de Direito, depois de declarar na semana passada o estado de emergência no país pela tentativa falhada de golpe de Estado.

"Apesar do que aconteceu há uma semana na Turquia, continuamos a aderir fortemente aos princípios democráticos e a aplicar o Estado de Direito", disse Mehmet Simsek, vice-ministro das Finanças turco, num fórum na cidade chinesa de Chengdu (centro), antes de uma reunião dos titulares das pastas das Finanças e governadores de bancos centrais do G20.

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, proclamou na noite de quarta-feira o estado de emergência durante três meses, em resposta à tentativa falhada de golpe de Estado de 15 de julho.

"Na realidade, nada mudou muito", afirmou o vice-ministro das Finanças turco, que reconheceu que há "sinais de interrogação" pela situação em que o seu país se encontra.

"Alguns dos nossos países amigos e aliados europeus também aplicaram o estado de emergência e as pessoas estão mais descontraídas em relação a isso", disse Simsek.

Desde a tentativa falhada de golpe de Estado, de 15 de julho, mais de 11.000 pessoas foram detidas, enquanto 44.500 funcionários públicos foram suspensos dos seus postos de trabalho.

A ONU e a União Europeia pediram esta semana às autoridades turcas que respeitem a democracia, o estado de Direito e as liberdades fundamentais.

Lusa

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.

  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.