sicnot

Perfil

Mundo

Centenas de mulheres na Argentina amamentam filhos em público em protesto

© Enrique Marcarian / Reuters

Centenas de mulheres na Argentina amamentaram os filhos em locais públicos no sábado, incluindo apresentadoras de televisão em emissões em direto, num protesto por a polícia ter proibido uma mãe de o fazer numa praça na semana passada.

O apelo à amamentação em público no sábado teve resposta em diversas cidades do país, segundo relatam os meios de comunicação social argentinos.

O protesto surgiu depois de na semana passada duas mulheres polícias terem proibido uma mãe de amamentar o filho de nove meses numa praça da localidade de San Isidro (a 20 quilómetros de Buenos Aires).

Em San Isidro, 50 mulheres amamentaram os filhos e centenas de pessoas manifestaram-se a seu lado para reivindicar o direito à amamentação em locais públicos.

"Lamentavelmente, a polícia não tem uma formação muito boa. Foram formados para a repressão e não para a prevenção e a segurança da sociedade. É preciso mudar isto e este gesto é maravilhoso", disse o prémio Nobel da Paz de 1980, Adolfo Pérez Esquível, citado por meios de comunicação social locais.

A Unicef (agência das Nações Unidas para a infância) na Argentina somou-se à causa e publicou uma mensagem na rede social Twitter em que afirma que "Estado, equipas de saúde, família e comunidade devem promover iniciativas para defender a amamentação", que sublinha ser "um direito fundamental".

Numa televisão local as apresentadoras da estação amamentaram os filhos em direto e nas redes sociais milhares de mulheres publicaram fotografias a alimentarem as suas crianças.

Lusa

  • Costa desvaloriza ameaça e mantém planos de visita a Angola
    2:27

    Economia

    O governo angolano reagiu duramente à acusação do Ministério público portugues contra o vice-presidente de Angola. Luanda diz que a acusação é um sério ataque à República de Angola que pode perturbar as relações entre os dois paises. António Costa desvaloriza a ameaça e mantém os planos de uma visita a Angola na primavera.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Brasil já tirou o "pé do chão"
    1:59

    Mundo

    Já começaram os desfiles e festas de carnaval, no Rio de Janeiro.Esta sexta feira foi o início oficial das celebrações com centenas de milhar de pessoas nas ruas até de madrugada.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato. 

  • Atores de Hollywood contra Trump
    1:44

    Mundo

    Centenas de pessoas juntaram-se em mais um protesto contra o presidente dos Estados Unidos. A manifestação, em Beverly Hills, juntou várias estrelas de Hollywood.