sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 100 mortos na China devido às chuvas

Arquivo

© China Stringer Network / Reut

O número de mortos por causa das chuvas da última semana na China subiu para 126 e cerca de 250 mil pessoas estão isoladas na província de Hubei devido às inundações, segundo os dados oficiais mais recentes.

As chuvas no centro e norte da China afetaram mais de 680 mil pessoas em Hubei, onde dez localidades ficaram inundadas e 250 mil habitantes da cidade de Tianmen continuam isolados, revelam as mesmas informações.

Uma equipa de 500 militares e mil civis foi enviada para Tianmen para tentar resgatar e dar assistência às pessoas isoladas.

Na província de Hebei, que rodeia Pequim, o número de mortos confirmados ascende a 114, havendo outras 111 pessoas desaparecidas. Há mais 12 mortos e seis desaparecidos na província de Henan.

A resposta das autoridades chinesas a esta situação causou protestos em vários pontos do país por ter sido considerada tardia e insuficiente, segundo relatam as agências de notícias internacionais.

Numa conferência de imprensa no sábado, as autoridades de Xingtai, localizada 400 quilómetros a sul de Pequim e onde chegou a haver confrontos entre os habitantes e forças de segurança, pediram desculpa pela "resposta desadequada" ao temporal, destacando que estas chuvas foram "as piores" registadas na região desde finais da década de 1990.

Meios de comunicação social oficiais somaram-se às críticas ao Governo local, com o Global Times a publicar um editorial em que considera que o desastre que se vive no norte da China é "uma combinação de catástrofe natural e erro humano", reprovando a atitude das autoridades locais.

O jornal lembra o que aconteceu há quatro anos em Pequim, quando as chuvas causaram dezenas de mortos e o Governo local, como agora, foi muito criticado pela falta de previsão.

Todos os anos, durante a época das chuvas na China, que começa em maio, surgem críticas sobre a falta de transparência das autoridades, que se opõem a divulgar avisos.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.