sicnot

Perfil

Mundo

FBI investiga fuga de mensagens do Partido Democrático

​A Polícia Federal de Investigação (FBI) anunciou que está a investigar a "invasão cibernética" do Comité Nacional Democrático (DNC), depois da fuga de mensagens eletrónicas.

As mensagens revelam que líderes do partido tentaram prejudicar a campanha de Bernie Sanders, concorrente à nomeação do partido para as presidenciais de novembro.

A fuga de documentos na sexta-feira provocou alvoroço à medida que a convenção democrática - para formalizar a nomeação de Hillary Clinton para a eleição presidencial - começa em Filadélfia.

A campanha de Clinton tem procurado desviar-se de questões sobre tentativas do partido para inviabilizar a candidatura do rival Sanders, sugerindo que a Rússia está por detrás das fugas de informação para ajudar o candidato republicano Donald Trump.

"O FBI está a investigar uma invasão cibernética que envolve o DNC e está a trabalhar para determinar a natureza e o alcance da matéria", disse a polícia federal, numa curta declaração.

"Um compromisso desta natureza é algo que encaramos de forma séria, e o FBI vai continuar a investigar e a responsabilizar aqueles que são uma ameaça para o ciberespaço", lê-se também na declaração.

O portal da Internet WikiLeaks publicou no fim de semana quase 20 mil mensagens eletrónicas trocadas entre janeiro de 2015 e maio de 2016, adquiridos por piratas eletrónicos que alegadamente invadiram as contas de sete líderes do Comité Nacional Democrático.

O escândalo em relação ao aparente desvio dentro do partido, que supostamente é neutro em relação aos candidatos, levou a presidente do DNC, Debbie Wasserman Schultz, a anunciar no domingo que se demitirá do cargo no final da convenção.

A campanha de Clinton, entretanto, está a tentar impor a ideia de que a Rússia esteve por detrás da fuga de mensagens para ajudar à vitória de Trump.

"Especialistas dizem que funcionários do Estado russo invadiram o DNC, retiraram essas mensagens, e agora estão a publicá-los através desses 'sites'", contou o responsável da campanha Robbu Mook ao canal de televisão norte-americano ABC.

"É problemático que alguns especialistas estejam agora a dizer-nos que isto foi feito pelos russos com o objetivo de ajudar Donald Trump", continuou.

Trump tem tentado há muito recolher votos dos eleitores insatisfeitos que acham que Sanders -- que se descreve como socialista democrático e que foi inicialmente rejeitado por ser considerado um candidato à margem -- não teve uma oportunidade justa na corrida à nomeação.

Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.