sicnot

Perfil

Mundo

Incêndio acidental faz 38 mortos em Madagáscar

Um incêndio acidental fez este fim de semana 38 mortos, incluindo 16 crianças, durante a inauguração de uma casa numa aldeia do centro de Madagáscar, informou hoje a polícia.

"Das 39 pessoas que estavam na casa, 38 morreram, incluindo 16 crianças", disse à agência noticiosa francesa AFP fonte policial.

A tragédia aconteceu na aldeia de Ambalavato, no distrito de Ikalamavony.

O telhado da casa pegou fogo na noite de sábado para domingo durante "uma festa realizada em Ambavalato, depois da reabilitação de uma casa antiga com telhado de colmo", explicou o porta-voz da polícia em Antananarivo, o comandante Herilalatiana Andrianarivosona.

O incêndio começou a partir das cinzas de um fogo que tinha sido usado para cozinhar comida para os convidados.

Outros aldeões tentaram salvar as pessoas presas dentro da casa, mas não conseguiram abrir a porta.

Apenas um rapaz conseguiu escapar às chamas, saltando de uma janela, afirmou o porta-voz da polícia.

Lusa

  • Troika nem sempre protegeu os mais vulneráveis, conclui avaliação do FMI

    Economia

    O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela troika em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos défices, apurou o gabinete independente de avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI),

  • "A maioria das pessoas que criticou André Ventura nunca viveu esses problemas"
    3:43

    Opinião

    A polémica em torno das declarações do candidato do PSD à Câmara de Loures, André Ventura, sobre o modo de vida da etnia cigana no concelho, esteve em análise no Jornal da Noite desta segunda-feira. Miguel Sousa Tavares defende que "os problemas existem mas não podem ser generalizados". O comentador SIC considera, ainda assim, que André Ventura tem razão quando diz que "a maioria das pessoas que o criticou nunca viveu esses problemas".

    Miguel Sousa Tavares