sicnot

Perfil

Mundo

Nova Zelândia quer exterminar ratos e doninhas até 2050

© Pring Samrang / Reuters

O Governo da Nova Zelândia anunciou o "primeiro projeto do mundo" de extermínio total de ratazanas, doninhas e gambás. Até 2050, espera o Governo, o país estará completamente livre destes predadores de aves.

"A nossa ambição é que em 2050 todas as regiões da Nova Zelândia estejam livre de ratos, doninhas e gambás. É o programa de conservação mais ambicioso do mundo, mas acreditamos que se trabalharmos em conjunto enquanto país conseguimos", declarou o primeiro-ministro.

"Os ratos, doninhas e gambás matam 25 milhões das nossas aves nativas todos os anos, bem como outras espécies como os lagartos e, como em tudo no nosso ambiente, temos de fazer mais para protegê-los", acrescentou John Key.

O objetivo foi anunciado a par de uma injeção de financiamento no valor de mais de 25 milhões de euros.

Os métodos atuais de controlo das pragas na Nova Zelândia incluem o uso controverso do veneno 1080, caça terrestre de doninhas e as armadilhas com isco.

A Nova Zelândia é líder mundial na erradicação das ratazanas da paisagem natural. O desafio vai ser, agora, nas cidades.

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.