sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 10 mortos em explosão de carro-bomba no Iraque

No domingo, um ataque suicida reivindicado na zona de Al Kazemiya causou pelo menos 21 mortos e 35 feridos

© Khalid Al Mousily / Reuters

Pelo menos dez pessoas morreram hoje e 15 ficaram feridas na sequência da explosão de um carro-bomba conduzido por um suicida na localidade de Al Jales, na província de Diyala, noroeste de Bagdade.

O veículo explodiu hoje de manhã numa avenida da cidade, situada a 80 quilómetros a noroeste da capital iraquiana.

Pelo menos dez carros ficaram queimados na sequência da explosão.

Fonte policial adiantou que várias ambulâncias chegaram rapidamente ao local do ataque para transportar os feridos ao hospital e os mortos.

No domingo, um ataque suicida reivindicado pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI) na zona de Al Kazemiya, de maioria xiita situada a norte de Bagdade, causou pelo menos 21 mortos e 35 feridos.

Bagdade vive em estado de alerta depois do atentado terrorista reivindicado também eplo EI no passado dia 3 de julho na zona de maioria xiita de Al Karrada, que causou a morte a pelo menos 292 pessoas e centenas de feridos.

Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.