sicnot

Perfil

Mundo

Petróleo rende 698 M€ a Angola em junho, barril nos 45 dólares pela 1ª vez

© Ed Cropley / Reuters

As receitas fiscais petrolíferas angolanas subiram 31% entre maio e junho, para 698 milhões de euros, e o preço médio do barril exportado chegou pela primeira vez aos 45 dólares previstos no Orçamento Geral do Estado (OGE).

Segundo dados do Ministério das Finanças compilados hoje pela agência Lusa, Angola exportou em junho 54.064.324 barris de petróleo, um aumento de mais de dois milhões de barris face a maio, a um preço médio de 45,2 dólares, o que totaliza vendas globais de mais de 2,4 mil milhões de dólares (2,1 mil milhões de euros) num mês.

As receitas fiscais com estas vendas ascenderam a 127.091 milhões de kwanzas (698 milhões de euros), aumentando 31% face aos 96.645 milhões de kwanzas (531,2 milhões de euros) de maio, sendo junho o melhor mês do ano.

As contas do mês de junho apontam ainda que pela primeira vez em 2016 a exportação de cada barril de crude chegou à previsão de 45 dólares que o Governo angolano inscreveu no OGE deste ano.

Contudo, o Ministério das Finanças revelou já em julho que, face à forte quebra da cotação no mercado internacional durante o primeiro semestre, essa previsão, de cotação média para a exportação, foi revista em baixa, para os 41 dólares por barril em 2016.

Na origem destes dados estão números sobre a receita arrecadada com o Imposto sobre o Rendimento do Petróleo (IRP), Imposto sobre a Produção de Petróleo (IPP), Imposto sobre a Transação de Petróleo (ITP) e receitas da concessionária nacional.

Os dados constantes nestes relatórios do Ministério das Finanças resultam das declarações fiscais submetidas à Direção Nacional de Impostos pelas companhias petrolíferas, incluindo a concessionária nacional angolana, a empresa pública Sonangol.

Comparativamente com o mês de junho de 2015, Angola exportou ligeiramente mais quantidade (54.495.925 barris), mas a cotação média foi então de quase 62 dólares por barril e as receitas fiscais arrecadas chegaram então aos 152.825 milhões de kwanzas (840 milhões de euros, à taxa de câmbio atual).

Angola é atualmente o maior produtor de petróleo em África, mas vive desde o final de 2014 uma forte crise financeira, económica e cambial decorrente da quebra para metade nas receitas da exportação de petróleo.

Fonte do Ministério das Finanças confirmou na sexta-feira à Lusa que já está a trabalhar na revisão do OGE de 2016, precisamente devido à quebra nas receitas petrolíferas no primeiro semestre do ano.


Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • As polémicas do primeiro mês de Donald Trump como Presidente
    3:17
  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.