sicnot

Perfil

Mundo

Filipe VI começa hoje a ouvir os partidos políticos

© POOL New / Reuters

O rei de Espanha, Filipe VI, inicia hoje a ronda de consultas com 14 representantes de partidos políticos com assento no Congresso dos Deputados, para depois apresentar um candidato a presidente do governo.

A ronda de consultas termina na quinta-feira, com Filipe VI a receber o líder da formação mais votada a atual primeiro-ministro, Mariano Rajoy, do Partido Popular (PP).

Depois das conversações, Filipe VI convocará a presidente do Congresso, Ana Pastor, para a informar do resultado das consultas.

Não há prazo previsto na Constituição espanhola para o rei apresentar a proposta de candidato a presidente do executivo, mas vários políticos apontam um prazo curto, uma vez que o país tem um governo de gestão desde o início do ano.

Mariano Rajoy, líder do PP e presidente do governo em gestão, acredita ser possível que o novo governo seja escolhido a 02 de agosto, para ser votado um dia depois no Congresso de Deputados e, no caso de não conseguir maioria absoluta, haja uma segunda votação dois dias depois.

O PP foi o partido mais votado nas eleições de 26 de junho, apesar de não ter conseguido maioria absoluta, com 137 deputados.

O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) ficou em segundo lugar, conquistando 85 lugares, enquanto a aliança Unidos-Podemos ficou em terceiro, com 71 deputados. A quarta formação mais votada foi o Ciudadanos, que alcançou 32 assentos.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".