sicnot

Perfil

Mundo

Hollande rejeita apelos da extrema-direita para endurecer combate antiterrorista

O Presidente francês, François Hollande, rejeitou os apelos da oposição de direita e extrema-direita francesas para endurecer a legislação antiterrorismo após o ataque numa igreja, considerando que as leis aprovadas desde 2015 dão "capacidade para agir".

"Restringir as nossas liberdades, renunciar às nossas regras constitucionais não vai trazer mais eficiência à luta contra o terrorismo, mas vai enfraquecer a coesão necessária para a nossa nação", afirmou François Hollande, num discurso proferido no palácio presidencial e transmitido pela televisão francesa.

O chefe de Estado garantiu que o Governo executa e "vai aplicar com a maior firmeza as leis votadas e que deram à justiça, ao poder local e à polícia a capacidade de agir, reforçada pelo prolongamento do estado de emergência".

"Esta guerra vai ser longa. O nosso objetivo final é a nossa democracia", afirmou François Hollande, sublinhando que França vai ganhar a guerra contra o ódio e o fanatismo.

Dois homens atacaram hoje, pelas 09:45 locais (08:45 em Lisboa), a igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, na Normandia.

Um padre, que estava entre os reféns, foi degolado pelos sequestradores, que foram posteriormente abatidos por uma unidade de intervenção policial.

Os autores do ataque reivindicaram a sua ligação ao grupo extremista Estado Islâmico.

Lusa

  • A semana em revista

    Mundo

    Com a semana a chegar ao fim, a SIC Notícias apresenta-lhe, num único artigo, os destaques que marcaram a atualidade nos últimos dias. Um espaço onde pode ficar a saber, ou simplesmente recordar, os temas que marcaram a semana noticiosa.

    André de Jesus

  • Registadas mais de 500 queimadas em 12 horas

    País

    A Proteção Civil registou esta sexta-feira, no distrito de Viana do Castelo, entre as 06:00 e as 18:00, 515 queimadas, mais cerca de uma centena das contabilizadas na quinta-feira, sendo que três terão dado origem a incêndios florestais.