sicnot

Perfil

Mundo

Presidente turco diz que União Europeia não cumpre acordo sobre refugiados

Emrah Gurel

O Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse hoje que a União Europeia não está a cumprir o acordo assinado em março com Ancara sobre refugiados.

Ancara e Bruxelas assinaram um acordo ao abrigo do qual a Turquia aceitou receber migrantes ilegais que chegam às ilhas gregas a partir de território turco.

Em troca da cooperação de Ancara, os líderes da União Europeia (UE) concordaram em acelerar a liberalização dos vistos para os visitantes turcos, relançar as negociações de adesão e ainda duplicar para um total de seis mil milhões de euros a ajuda que será concedida à Turquia até 2018 e que se destina a melhorar as condições de vida dos 2,7 milhões de sírios refugiados no país.

Segundo Erdogan, a Turquia só recebeu até agora menos de dois mil milhões de euros.

"Os governos [europeus] não estão a ser honestos", disse Erdogan à televisão pública alemã ARD.

"Três milhões de sírios, ou pessoas do Iraque, estão agora na Turquia. (...) A União Europeia não cumpriu aquilo que prometeu nesta matéria", afirmou.

Segundo o presidente turco, os gastos da Turquia em ajuda a refugiados sírios ascendem já a 12 mil milhões de euros.

  • Está uma baleia no Cais do Sodré, em Lisboa

    País

    A capitania do Porto de Lisboa confirma a notícia. O cetáceo, um cachalote-pigmeu com cerca de dois metros, está morto. Encontra-se encalhado junto à margem norte do Rio Tejo. A situação está a ser acompanhada pelas autoridades.

    Em atualização

  • Partido Podemos com votação inédita em Espanha
    1:32

    Mundo

    Há uma votação inédita em Espanha. O Podemos começou esta terça-feira a decidir a continuidade do líder do partido, depois de Pablo Iglesias e a companheira terem comprado uma casa de 600 mil euros.

  • 14 sacerdotes suspensos por abusos sexuais no Chile

    Mundo

    A diocese da cidade chilena de Rancagua anunciou na terça-feira a suspensão de 14 sacerdotes implicados num novo escândalo de abusos sexuais sobre jovens e menores. Todos eles pertenciam a um grupo de se autointitulou de "La Familia", segundo a investigação jornalística.