sicnot

Perfil

Mundo

Sequestro em França termina com raptores abatidos e um refém morto

ALICE PATALACCI

Dois homens armados com facas fizeram hoje cinco reféns numa igreja em Saint-Etienne-du-Rouvray, na região francesa da Normandia. Os sequestradores acabaram por ser abatidos pela polícia. Um dos reféns, padre, morreu e outro está gravemente ferido. O Presidente francês diz que o Daesh é o responsável pelo ataque.

Última atualização às 12:48

Um dos reféns morreu, avança fonte policial à France Press. Era um padre que, acrescenta outra fonte citada pela Reuters, tinha um corte na garganta.

Um porta-voz do ministério do Interior disse ao canal BFM TV que uma pessoa ferida no sequestro se encontra "entre a vida e a morte".

Na operação para pôr fim ao sequestro, a unidade de intervenção da polícia francesa matou os dois sequestradores que fizeram cinco reféns.

Além do padre, duas freiras e outras duas pessoas foram feitas reféns. O sequestro começou entre as 9:00 e as 9:30 (8:00 e 8:30 em Lisboa). A operação terminou perto das 11:00 locais (10:00 em Lisboa).

As motivações ainda não são conhecidas. Em comunicado, o ministério público de Paris indicou ter atribuído a investigação do caso à subdireção antiterrorista e a direção-geral de segurança interna francesas.

O presidente francês, François Hollande, decidiu deslocar-se de imediato ao local, perto de Rouen, cidade de onde é oriundo.

  • Novas regras para os pagamentos em dinheiro vivo

    Economia

    Os pagamentos em dinheiro acima de 3.000 euros são proibidos a partir de quarta-feira, mas aos não residentes são permitidos pagamentos até 10 mil euros, ou o equivalente em moeda estrangeira, segundo um diploma hoje publicado.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.