sicnot

Perfil

Mundo

O Bombeiro Sam e o Corão

Foi retirado no Reino Unido um episódio dos desenhos animados Bombeiro Sam, no qual um personagem aparentemente pisa uma página do Corão.

Uma das cenas do episódio em causa mostra um bombeiro a escorregar sobre uma pilha de papéis. Entre elas, está uma página do Corão, que o personagem pisa por acidente.

O episódio foi transmitido pela primeira vez em 2014, no britânico Channel 5, mas o "erro" só recentemente foi detetado.

A Mattel pediu desculpas e declarou não acreditar que a cena tenha sido feita "maliciosamente".

"É só um incidente infeliz, no qual qualquer pessoa da produção pensou que estavam a colocar um texto aleatório. Pedimos desculpas sinceras por qualquer ofensa que isso tenha causado", declarou um porta-voz da empresa à BBC.

O Channel 5 retirou o episódio da sua página de streaming.

Miqdaad Versi, do Conselho Muçulmano do Reino Unido, comentou no Twitter:

"Não faço ideoa do que passou pela cabeça dos produtores ao pensar que isso seria uma boa ideia".

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Temperaturas negativas em várias zonas do país nos próximos dias
    1:57

    País

    O frio vai começar a fazer-se sentir nos próximos dias com as temperaturas a descerem para valores negativos em várias zonas do país. Em Lisboa, cinco estações de metro vão estar abertas durante a noite para albergar os sem-abrigo que também vão receber agasalhos e refeições quentes.

  • Medalha idêntica à de Anne Frank encontrada em campo nazi

    Mundo

    Um grupo de investigadores encontrou uma medalha praticamente igual à de Anne Frank, nas escavações ao campo nazi de extermínio Sobibor, na Polónia. Os especialistas do Memorial do Holocausto Yad Vashem em Israel acreditam que a medalha pertencia a Karoline Cohn, que pode ter conhecido Anne Frank.