sicnot

Perfil

Mundo

Secretário-geral da ONU preocupado com a onda de detenções na Turquia

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, expressou esta quarta-feira a sua preocupação relativamente à onda de detenções na Turquia na sequência da tentativa de golpe de Estado.

Ki-moon disse ao ministro dos Negócios Estrangeiros turco, Meylut Cavusoglu, durante um telefonema, que "provas credíveis" devem ser apresentadas rapidamente para que o estado legal dos detidos possa ser determinado por um tribunal.

Mais de 15.000 pessoas, incluindo militares, foram detidos durante a "limpeza maciça" que se seguiu à tentativa falhada de golpe a 15 de julho, sendo que 8.000 continuam sob custódia.

Hoje, as autoridades turcas, através de mandados de prisão, detiveram dezenas de jornalistas, incluindo 47 antigos funcionários do jornal 'Zaman Daily'.

Durante a sua conversa com o ministro Cavusoglu, Ban Ki-moon mostrou-se "preocupado com os relatos de maus tratos e abusos de alguns dos detidos que se encontram sob custódia e as suas condições de detenção, ressaltando a sua profunda apreensão com as inúmeras prisões, detenções e suspensões", disse o porta-voz do secretário-geral, Farhan Haq.

"Evidências claras sobre aqueles que estão a ser investigados devem ser apresentadas ao sistema judicial para que a determinação legal seja feita em tribunais", acrescentou.

O chefe da ONU disse que, embora reconheça as "circunstâncias extraordinárias que o país atravessa após a tentativa de golpe" esperava que a Turquia respeita-se os direitos fundamentais e que aderisse as obrigações internacionais.

Ban mencionou, diversas vezes, que a Turquia precisa de respeitar a liberdade de expressão.

O primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, alertou para a repressão e a purga desencadeada após o golpe de Estado falhado.

Ki-moon disse "acreditar que o Governo e as pessoas da Turquia vão transformar este momento de incerteza num momento de união, preservando a democracia do país", disse o porta-voz.

Lusa

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, até ao final de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano vão ser contratados novos assistentes de bordo, mas o sindicato diz que não chega.

  • "Um ataque e uma humilhação contra o povo catalão"
    1:35