sicnot

Perfil

Mundo

Turquia demite 149 oficiais e encerra mais jornais e canais de televisão

Pelo menos 149 generais e almirantes turcos foram demitidos das Forças Armadas, por alegado envolvimento na tentativa de golpe de Estado de 15 de julho e dezenas de órgãos de comunicação social receberam ordem para encerrar.

"Os elementos das Forças Armadas foram despedidos por cumplicidade na tentativa de golpe de Estado", afirmou um responsável turco, especificando que foram demitidos 87 oficiais superiores do Exército, 30 da Força Aérea e 32 da Marinha.

O número de demissões foi anunciado na véspera de uma reunião do Conselho Supremo Militar para realizar a reestruturação das Forças Armadas.

Desde o fracasso do golpe de 15 de julho, 178 generais foram colocados sob custódia, segundo dados fornecidos pelo Ministério do Interior.

As autoridades ordenaram hoje também o encerramento de 45 jornais e 16 canais de televisão, depois de já terem mandado encerrar três agências noticiosas, 23 estações de rádio, 15 revistas e 29 editoras.

Na sequência da tentativa de golpe de estado na Turquia, no passado dia 15, o executivo turco declarou o estado de emergência e desencadeou uma purga em diversos organismos estatais para localizar os alegados seguidores de Fethullah Gülen, o clérigo islamita exilado nos Estados Unidos e que Ancara acusa de ter patrocinado o golpe.

Desde o dia da tentativa de golpe foram detidas pelo menos 13.165 pessoas, incluindo 8.838 soldados, 2.101 juízes e fiscais, e 1.485 polícias, tendo sido ainda emitida ordem de prisão contra 42 jornalistas.

Até ao momento foram destituídos 50.000 funcionários, públicos e privados, a maioria integradas no setor educativo.

Lusa

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.