sicnot

Perfil

Mundo

Astronautas que foram à lua têm maior risco de doenças cardíacas

© NASA NASA / Reuters

Jim Irwin, Donn Eisele, Donald Evans, Wallya Schirra e Neil Armstrong. Estes cinco astronautas da missão Apolo morreram de ataque cardíaco ou com problemas relacionados. De acordo com um estudo agora publicado na Nature's Scientific Reports, cerca de 43% dos astronautas já mortos das missões Apolo, morreram devido a problemas cardiovasculares, provocados pela exposição à radiação espacial.

O número de mortes relacionadas com estes problemas são cinco vezes menos nos astronautas que nunca viajaram numa missão, ou que nunca deixaram a órbita terrestre baixa. Michael Delp, da Universidade da Florida, é o autor principal do estudo e acredita que o principal fator do número tão elevado é a exposição sem precedentes à radiação espacial.

Quando Jim Irwin andou na Lua em 1971, os médicos notaram sinais de um ataque cardíaco. Na Terra, Irwin seria levado de imeditato para o hospital. Contudo, a gravidade zero, o oxigénio puro, o traje pressurizado e a constante monitorização a partir da Terra resultaram, nesse caso, tão bem ou melhor. Rapidamente, os ritmos cardíacos de Irwin voltaram a estabilizar.

No entanto, alguns meses depois da chegada à Terra, o astronauta acabou por morrer de ataque cardíaco.

© NASA NASA / Reuters

Existem pelo menos quatro estudos sobre a mortalidade dos astronautas. A maior parte deles mostram que os astronautas vivem menos tempo, comparados com a população geral. Delp focou a sua investigação nos astronautas da Apolo e usou um diferente grupo de "exemplos".

Os estudos mais antigos comparavam os astronautas à população dos Estados Unidos da América. Delp decidiu comparar os astronautas das missões Apolo a outros astronautas.

O investigador achou importante publicar o estudo rapidamente, uma vez que no futuro estão pensadas missões à Lua e possivelmente a Marte. Se a radiação espacial causa efeitos negativos nos astronautas, então o tempo está a correr para esses efeitos serem investigados, de maneira a atenuá-los.

A equipa de Michael Delp já está a trabalhar com os cientistas do Centro Espacial Lyndon Johnson, na procura de mais informação sobre o histórico dos astronautas das missões Apolo.

Ainda não se sabe muito acerca dos efeitos da radiação espacial na saúde dos humanos. Contudo, a investigação de Delp ajudou a ter um breve vislumbre do futuro: é melhor começar a preparar já as viagens espaciais que estão para vir.

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.