sicnot

Perfil

Mundo

Cidadãos chineses poderão filmar polícias em serviço

© Aly Song / Reuters

Os cidadãos chineses podem gravar livremente as ações dos agentes da polícia em serviço, segundo uma nova lei tornada pública esta semana, informou hoje o jornal de Hong Kong South China Morning Post.

"A polícia terá que aceitar o controlo da população e acostumar-se a fazer cumprir a lei em frente às câmaras, se os cidadãos gravarem as suas ações", refere a normativa.

A lei refere, no entanto, que as gravações não devem dificultar o trabalho da polícia e estipula que os agentes devem levar sempre consigo o crachá e mostrá-lo quando for exigido por civis, enquanto os agentes à paisana deverão identificar-se como tal ao dirigirem-se a um cidadão.

As novas normas surgem dois meses após a morte de um ativista, enquanto se encontrava sob custódia da polícia, o que levou a fortes críticas à atuação policial na China.

Lei Yang, de 29 anos, morreu em maio passado, 50 minutos após a polícia lhe ter pedido documentação, quando se encontrava perto de casa, em Pequim.

Inicialmente, a polícia assegurou que Lei tinha morrido de ataque cardíaco, mas a autópsia revelou que este morreu por afogamento, o que levou à detenção de dois dos polícias envolvidos no caso.

Lusa

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.