sicnot

Perfil

Mundo

Como manter a chama acesa numa relação longa

Segundo um novo estudo, a chave para manter a chama acesa nas relações longas é responder às necessidades um do outro, fora do quarto. Um grupo de investigadores norte-americanos e israelitas descobriram que as mulheres reagem muito melhor a esta sensibilidade.

Para o estudo, cerca de cem casais mantiveram um diário durante três semanas. Para além de descreverem o desejo sexual que sentiam pelo parceiro, tinham também de analisar o quão suscetível o parceiro era. Os resultados foram publicados no Journal of Personality and Social Psychology.

Gurit Birnbaum, professor de psicologia da Universidade de Herzliya, em Israel, é o coautor do projeto. "A nossa pesquisa mostra que um casal que é sensível às necessidades um do outro, fora do quarto, é capaz de manter o seu desejo sexual."

Parceiros recetivos - que perceberem as necessidade emocionais um do outro - demonstram um melhor entendimento do parceiro e acredita-se que investem muito mais na relação.

"Quando um parceiro é realmente suscetível às necessidades do outro, a relação é muito mais especial e única. E a pessoa alvo da recetividade é vista como apreciada e desejada", o professor Birnbaum disse. "A recetividade, que é um tipo de intimidade, é muito importante numa relação, uma vez que mostra que o parceiro está mesmo interessado no bem-estar do outro. Mas de uma forma aberta e informada sobre o que o outro realmente quer."

"O desejo sexual prospera na intimidade criada pelo casal e, ser recetivo é uma das melhores maneiras de manter a chama acesa com o passar do tempo."

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".