sicnot

Perfil

Mundo

Como manter a chama acesa numa relação longa

Segundo um novo estudo, a chave para manter a chama acesa nas relações longas é responder às necessidades um do outro, fora do quarto. Um grupo de investigadores norte-americanos e israelitas descobriram que as mulheres reagem muito melhor a esta sensibilidade.

Para o estudo, cerca de cem casais mantiveram um diário durante três semanas. Para além de descreverem o desejo sexual que sentiam pelo parceiro, tinham também de analisar o quão suscetível o parceiro era. Os resultados foram publicados no Journal of Personality and Social Psychology.

Gurit Birnbaum, professor de psicologia da Universidade de Herzliya, em Israel, é o coautor do projeto. "A nossa pesquisa mostra que um casal que é sensível às necessidades um do outro, fora do quarto, é capaz de manter o seu desejo sexual."

Parceiros recetivos - que perceberem as necessidade emocionais um do outro - demonstram um melhor entendimento do parceiro e acredita-se que investem muito mais na relação.

"Quando um parceiro é realmente suscetível às necessidades do outro, a relação é muito mais especial e única. E a pessoa alvo da recetividade é vista como apreciada e desejada", o professor Birnbaum disse. "A recetividade, que é um tipo de intimidade, é muito importante numa relação, uma vez que mostra que o parceiro está mesmo interessado no bem-estar do outro. Mas de uma forma aberta e informada sobre o que o outro realmente quer."

"O desejo sexual prospera na intimidade criada pelo casal e, ser recetivo é uma das melhores maneiras de manter a chama acesa com o passar do tempo."

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52