sicnot

Perfil

Mundo

Obama oferece apoio a Merkel na investigação de atentados e ataques na Alemanha

© Kevin Lamarque / Reuters

O Presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, ofereceu ajuda à Alemanha na investigação dos ataques e atentados recentes no país europeu, numa conversa telefónica com a chefe do Governo alemão, Angela Merkel.

"O Presidente e a chanceler também falaram sobre a situação na Ucrânia e reiteraram a importância urgente de acabar de forma duradoura com a violência no leste da Ucrânia e da aplicação completa e rápida dos acordos de Minsk", segundo um comunicado da Casa Branca.

Obama falou com Merkel na quarta-feira, "a quem apresentou as condolências do povo americano às vítimas dos recentes atentados terroristas e ataques no sul da Alemanha", informa a Presidência norte-americana.

Os dois "reafirmaram a necessidade de uma cooperação estreita entre os Estados Unidos e a Alemanha" na luta contra o terrorismo e nas questões de segurança em geral, acrescenta a mesma nota.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.