sicnot

Perfil

Mundo

Paris e Londres pedem fim do "desastroso" cerco à cidade de Alepo

O chefe da diplomacia francesa Jean-Marc Ayrault e o seu homólogo britânico Boris Johnson apelaram esta quinta-feira ao regime sírio e seus aliados para terminarem o "desastroso" cerco à cidade de Alepo.

"Os ministros apelam solenemente aos aliados do regime sírio para o fim imediato destas operações que violam a trégua acordada em Munique, e a lei internacional", referem numa declaração conjunta após um encontro em Paris.

As consequências do cerco "incluindo o bombardeamento de civis e instalações médicas, já são desastrosas e podem originar mais refugiados", refere a declaração.

Os ministros apelam "à restauração total e imediata" do acordo para o fim das hostilidades e a "progressos destinados a estabelecer uma autoridade transitória com poderes executivos totais".

Os ministros consideraram ainda que o cerco da cidade, onde cerca de 300.000 pessoas estão encurraladas, "torna impossível o recomeço das negociações de paz".

A declaração assinala a convicção dos dois ministros sobre a "capacidade particular da Rússia em persuadir o regime de Assad a terminar com a guerra e regressar à mesa negocial".

Os residentes em Alepo têm-se referido a escassez de alimentos e um aumento incontrolável dos preços nos distritos sob controlo rebele desde o corte pelas forças do regime, no início de julho, da principal rota de abastecimento em direção à cidade.

Os apelos de Paris e Londres surgem no momento em que a Rússia anunciou uma operação de ajuda "em larga escala" destinada aos civis encurralados em Alepo e às forças rebeldes que estão a abandonar a cidade, enquanto o Presidente Assad anunciou uma amnistia para os combatentes que se renderem.

O enviado da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, manifestou esta semana a esperança de um recomeço das conversações de paz para o final de agosto.

Lusa

  • Queda de avioneta em Espanha causa 4 mortos

    Mundo

    Uma avioneta com destino a Cascais, em que seguia uma família de quatro pessoas - dois adultos e dois menores - caiu em Sotillo de las Palomas, em Toledo, Espanha.

    Em desenvolvimento

  • Um discurso histórico com os pedidos de sempre
    2:30

    País

    Jerónimo de Sousa voltou este domingo a pedir a renegociação da dívida e a saída de Portugal do euro. Num discurso historicamente curto, apenas 15 minutos, no encerramento do Congresso do PCP, o reeleito secretário-geral comunista anunciou que o aumento dos salários e a reversão das alterações à legislação laboral são duas prioridades para os próximos tempos.

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.