sicnot

Perfil

Mundo

Presidente francês anuncia criação de guarda nacional

© POOL New / Reuters

O presidente francês anunciou hoje a criação de uma guarda nacional no país para ajudar as forças de segurança na luta antiterrorista, na sequência dos vários ataques ocorridos em França.

"O presidente da República decidiu que a guarda nacional vai ser constituída pelas reservas operacionais existentes", refere-se num comunicado do palácio do Eliseu, emitido no final de um encontro de François Hollande com deputados especializados na questão.

No início de agosto, vão ser apresentadas propostas referentes aos meios a utilizar, antes da execução operacional possivelmente no início do outono.

"As modalidades de formação das forças de proteção no território francês vão ser definidas em concertação com o conjunto dos atores", de acordo com o comunicado.

No início do próximo mês vai realizar-se "um conselho de defesa" sobre esta futura guarda nacional, que deverá precisar os efetivos.

O objetivo é "acelerar a operacionalidade desta força ao serviço da proteção dos franceses", referiu o comunicado do Eliseu.

Até aqui, Hollande tinha abordado a possibilidade de envolver as reservas da guarda, polícia e das forças armadas (exército, força aérea e marinha) no apoio ao trabalho das forças de segurança, sob pressão há 18 meses devido a uma série de atentados.

Assim, 15 mil reservistas deverão estar disponíveis até final de julho contra os atuais 12 mil.

O ministério da Defesa francês vai "mobilizar os 28 mil titulares de um contrato de compromisso para estarem prontos nas próximas semanas". E as forças de segurança vão também poder contar com "10 mil reservas da guarda que deixaram o serviço há menos de dois anos", afirmou recentemente François Hollande.


Lusa

  • França tem uma guerra para travar contra o Daesh
    3:09

    Mundo

    Nunca a ameaça terrorista islâmica à Europa foi tão grande. Estas são as palavras de François Hollande, que se deslocou à Normandia, onde dois homens armados invadiram uma igreja e mataram um padre. O Presidente francês admitiu que o Daesh declarou uma guerra e afirma que esta tem de ser vencida através de quaisquer meios. Contudo, lembra que os meios têm de ser dentro da lei, uma vez que é isso que faz uma democracia. Já o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy afirma que a alma de França foi atingida e insiste em medidas urgentes. O Papa Francisco reagiu logo após o atentado, condenando radicalmente o "ataque bárbaro".

  • Habitantes de Almeida barricaram-se durante seis horas em agência da CGD
    2:31

    País

    Perto de 100 pessoas estiveram esta quarta-feira barricadas na agência da Caixa Geral de Depósitos em Almeida, distrito da Guarda. O protesto contra o encerramento da agência só terminou quase seis horas depois, com a garantia que os autarcas serão recebidos na próxima terça-feira pela Administração do banco público. 

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Trump volta a apelar ao fim do programa nuclear de Pyongyang
    1:43

    Mundo

    Donald Trump voltou a apelar à Coreia do Norte para que abandone o programa nuclear e opte pela via do diálogo. O Presidente dos Estados Unidos chamou à Casa Branca, para uma reunião extraordinária, todos os senadores norte-americanos para serem informados sobre a atual crise com a Coreia do Norte.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Papa apelou à revolução da ternura
    0:52
  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.

  • Diário de John F. Kennedy vendido por 660 mil euros

    Mundo

    Um diário escrito por John F. Kennedy quando jovem, durante uma curta passagem pelo jornalismo, depois da II Guerra Mundial, foi vendido por mais de 700 mil dólares (642 mil euros), informou esta quarta-feira uma casa de leilões.