sicnot

Perfil

Mundo

"Querem destruir a nossa coesão e sentido de comunidade"

"Querem destruir a nossa coesão e sentido de comunidade"

Angela Merkel promete não alterar as políticas de acolhimento de refugiados, apesar dos atentados que a Alemanha tem sofrido nestes últimos dias. A chanceller alemã diz que vai continuar no mesmo rumo, independentemente das exigências dos partidos da oposição, sobretudo das forças de extrema-direita.

  • Atirador de Munique tinha obsessão por massacres
    3:34

    Ataque em Munique

    A chanceler alemã, Angela Merkel, assegura que as forças de segurança vão tudo fazer para proteger a liberdade e a integridade dos cidadãos. O responsável pelo massacre de sexta-feira, em Munique, atuou sozinho e as autoridades alemãs descartam quaisquer motivações políticas ou ligações a grupos jihadistas. O atirador tinha 18 anos e um diagnóstico de doença mental.

  • Merkel diz que impasse na saída do Reino Unido da UE não é bom para ninguém
    1:46

    Brexit

    Angela Merkel está disposta a dar algum tempo ao Reino Unido para formalizar a saída da União Europeia. A chanceler alemã esteve reunida, em Berlim, com a nova primeira-ministra britânica. Theresa May revelou que, antes do próximo ano, o Reino Unido não fará qualquer pedido de saída. A primeira-ministra quer manter boas relações com a Alemanha após a saída do país da União Europeia. Merkel diz que impasse na saída não é bom para ninguém.

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • MP investiga ministro Siza Vieira, António Costa rejeita incompatibilidades
    2:12

    País

    O Ministério Público decidiu investigar o ministro Adjunto, Pedro Siza Vieira, por alegadas incompatibilidades. O governante criou uma empresa imobiliária um dia antes de tomar posse e manteve-se como gerente durante dois meses. A lei prevê a demissão, mas o primeiro-ministro já disse que se tratou apenas de um erro e o próprio ministro alega desconhecimento da lei.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.