sicnot

Perfil

Mundo

Erdogan manda UE e EUA meterem-se nos seus assuntos

​O Presidente turco mandou os Estados Unidos e a União Europeia (UE) meterem-se nos seus assuntos, depois das críticas dos ocidentais relativas à repressão sobre as pessoas suspeitas de envolvimento no golpe de Estado falhado.

"Alguns dão-nos conselhos. Eles dizem que estão preocupados. Metam-se nos seus assuntos! Olhem para os seus próprios atos", disse Recep Tayyip Erdogan, a partir do palácio presidencial.

"Nem uma única pessoa veio para dar condolências, nem a União Europeia ... ou do Ocidente". E, então, eles dizem que 'Erdogan tem tanta raiva'!", sublinhou o Presidente, já irritado.

"Esses países ou líderes que não estão preocupados com a democracia da Turquia, com a vida do nosso povo, com o seu futuro - estão preocupados com o destino dos golpistas -, não podem ser nossos amigos", acrescentou.

Erdogan prometeu tomar todas as medidas, "dentro dos limites da lei", para a Turquia levar à justiça os autores da tentativa de golpe, que ocorreu a 15 de julho e no qual morrem mais de 200 pessoas.

O Presidente turco acrescentou que, num gesto de boa vontade, abandonou centenas de processos lançados contra pessoas acusadas de o insultar. As autoridades haviam dito, no início deste ano, que mais de 2.000 pessoas estavam sendo processadas por insultar o Presidente turco.

O primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, disse hoje também que a Turquia conseguiu erradicar todos os elementos militares ligados ao clérigo Fethullah Gülen (que vive nos Estados Unidos), depois da demissão de quase metade de seus generais e a prisão de muitos militares.

"Nós vamos tornar as nossas forças armadas mais fortes e vamos trabalhar para tornar este país mais seguro", disse Yildirim.

Nos últimos dias, a forças de segurança turcas têm detido milhares de pessoas, como jornalistas, professores universitários, entre outros.

CSR // JPS

Lusa/fim

  • Os confrontos de Rui Rio
    3:38

    País

    Esta não é a primeira vez que Rui Rio enfrenta adversidades. O mesmo aconteceu durante a presidência da Câmara do Porto, quando assumiu uma rutura total com o Futebol Clube do Porto. Na primeira conferência de imprensa como presidente do PSD, avisou os adversários internos de que o clima de confronto é um ambiente do qual gosta.

  • Governo aceita diálogo com PSD após eleição de Rio
    1:52

    País

    Com a eleição de Rui Rio, o Governo aceitou entender-se com o PSD, provocando algumas críticas por parte do PCP e o Bloco de Esquerda. O líder parlamentar socialista diz que admitir o diálogo é Democracia, mas garante que o que sempre dividiu o PS do PSD mantém-se.

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.

  • O estranho caso do mergulhador Alejandro Ramos

    Mundo

    O mergulhador Alejandro Ramos tornou-se num caso de investigação do Centro Médico Naval do Peru, depois do seu corpo ter começado a inchar sem qualquer explicação aparente. Isto aconteceu há quatro anos, minutos depois de ter emergido da água, onde tinha estado a trabalhar durante muitas horas.

    SIC

  • Vírus do Zika pode proteger contra a dengue

    Mundo

    Uma equipa de investigadores brasileiros acredita que a infeção do vírus Zika pode tornar a pessoa imune contra a dengue. Anteriormente, uma investigação chinesa já tinha conseguido provar o inverso: quem apanha dengue pode estar mais protegido contra o vírus do Zika.

    SIC

  • Pesca explora mais de metade de todos os oceanos

    Economia

    A pesca industrial explora mais de metade de todos os oceanos, uma área quatro vezes maior que a utilizada pela agricultura, havendo mais atividade no norte do Atlântico e do Pacífico, conclui um estudo divulgado esta quinta-feira.