sicnot

Perfil

Mundo

Índia quer transformar tigre numa atração turística

(Arquivo)

O Governo indiano quer transformar o tigre numa atração turística do país, que tem cerca de 70% da população mundial desta espécie, espalhada por 49 reservas naturais.

O tigre asiático é muito apreciado em países como a China para o fabrico de medicamentos tradicionais e o seu tráfico ilegal na Ásia constitui uma das maiores ameaças à preservação do felino.

O ministro do Meio Ambiente, Florestas e Mudanças Climáticas, Anil Madhav Dave, recordou em comunicado que existem no país atualmente 2.226 tigres e garantiu que as autoridades continuam a respeitar o acordo internacional assinado em 2010 na Rússia para garantir a duplicação da população mundial destes felinos em 2022.

No comunicado, a propósito da celebração hoje do Dia Internacional do Tigre, o governante alertou que é necessário continuar a dar atenção à situação em que se encontram os tigres, cuja população mundial diminuiu 95% durante o século XX.

No caso da Índia, há 10 anos o tigre de Bengala lutava contra um destino que o condenava à extinção, quando foram referenciados apenas 1.400 animais.

Contudo, o censo de 2010 refletiu um aumento de mais de 20% desta espécie, e quatro anos depois foi mesmo referenciado um aumento de 30,5%.

Além da Índia, onde vivem cerca de 70% da população mundial, outros asiáticos como o Bangladesh, Vietname, Tailândia, Nepal e Camboja também têm referenciadas colónias destes felinos.


Lusa

  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos únicos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.

  • Tiroteio em Espanha causa três mortos

    Mundo

    Um tiroteio na cidade espanhola de Teruel, na região de Aragão, fez esta quinta-feira três mortos, entre os quais dois elementos da Guardia Civil. O atirador está em fuga.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC