sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 2.200 pessoas foram detidas por motivos políticos na Venezuela

Dados divulgados pelo Forum Penal Venezuelano revelam que, desde janeiro de 2016, foram detidas 2.211 pessoas na Venezuela por alegados motivos políticos, das quais 12 permanecem em cárceres, elevando para 90 o número total de "presos políticos".

Os dados foram divulgados aos jornalistas por Alfredo Romero, presidente daquela Organização Não Governamental, que esclareceu que existem atualmente 1.866 processos abertos contra cidadãos, que foram presos e que já se encontram em liberdade.

Segundo o Forum Penal Venezuelano (FPV), desde 2014 foram detidas, na Venezuela, 5.881 pessoas por motivos políticos no que diz ser um efeito de "porta giratória" em que uns são presos e depois libertados, e depois outros são presos e libertados.

"Para não chamar a atenção internacional, o Governo (do Presidente Nicolás Maduro) encarcera algumas pessoas, enquanto liberta outras, mas todos são detidos por motivos políticos", frisou.

No seu entender, apesar da recente visita a Caracas do ex-presidente espanhol José Luís Rodríguez Zapatero, para mediar entre o Governo venezuelano e a oposição, "não é possível dizer que a situação dos presos políticos melhorou".

Lusa

  • Taxa de desemprego abaixo dos 10%

    Economia

    A taxa de desemprego em fevereiro ficou afinal nos 9,9%. O Instituto Nacional de Estatística reviu o indicador em baixa de 0,1 pontos percentuais, esta sexta-feira. É o valor mais baixo desde fevereiro de 2009.

  • Incêndio dominado em Gondomar
    4:25

    País

    Está dominado o incêndio que esta manhã obrigou à evacuação da Escola Secundária de São Pedro da Cova, no concelho de Gondomar. A repórter Susana Bastos esteve no local.

  • "Tanolas" tem cadastro criminal e já foi condenado a pena suspensa
    0:55
  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    Luís Montenegro garante que nunca será candidato à presidência do PSD contra o Passos Coelho. Convidado da Quadratura do Círculo, na SIC Notícias, o líder da bancada dos sociais-democratas acha mesmo que é um exagero dizer-se que Pedro Passos Coelho está politicamente morto.