sicnot

Perfil

Mundo

Dezenas de famílias abandonam Alepo através de corredor humanitário

© Abdalrhman Ismail / Reuters

Dezenas de famílias que estavam retidas na cidade de Alepo deixaram o setor rebelde desta cidade, no norte da Síria, através de um corredor humanitário aberto pelo regime, informou hoje a agência de notícias SANA.

O Observatório Sírio dos Direitos do Homem (OSDH) deu ainda conta da saída, hoje, "de um número considerável de civis" do setor Este desta cidade síria, através de uma passagem no bairro de Salaheddine.

"Dezenas de famílias abandonaram esta manhã os bairros Este de Alepo através de corredores (...) abertos para retirar os cidadãos retidos pelos grupos terroristas (rebeldes)", segundo a agência de notícias síria.

Segundo a SANA, "os soldados receberam as famílias que foram transportadas em autocarros rumo a abrigos temporários".

Além destas famílias, "um grupo de mulheres com mais de 40 anos também saiu dos bairros Este de Alepo através da passagem de Salaheddine", um bairro que é atravessado pela linha de separação entre os setores rebelde (Este) e o regime (Oeste).

Após duas semanas de bombardeamentos e de ocupação, o regime abriu corredores humanitários, com o apoio dos aliados russos, para encorajar os civis e os combatentes dispostos a depor as armas a saírem dos bairros rebeldes, com o objetivo de recuperar a segunda cidade do país e a declarar vitória na guerra.

Desde 17 de julho que mais de 250 mil pessoas estão retidas no setor rebelde de Alepo, sem acesso aos bens essenciais.

Lusa

  • As crianças e o frio. O que vestir
    1:58

    País

    O médico Pedro Ribeiro da Silva, da Direção-Geral da Saúde, aconselha especial cuidado com as extremidades do corpo - usar luvas e gorros. E demasiado agasalhadas pode levá-as a transpirar mais e, consequentemente, desidratar.

  • Mortágua acusa PSD de andar a brincar com a vida das pessoas
    0:47

    Opinião

    No Esquerda/Direita da SIC Notícias, António Leitão Amaro reafirmou ontem à noite que o PSD não é contra o aumento do salário mínimo mas contra a descida da TSU. Já Mariana Mortágua acusou os sociais-democratas de andar a brincar com a vida dos portugueses.

  • Pelo menos 30 mortos e 75 feridos em incêndio e derrocada de edifício em Teerão

    Mundo

    Pelo menos 30 bombeiros morreram esta quinta-feira e cerca de 75 pessoas ficaram feridas em Teerão, quando um edifício de 17 andares ruiu depois de ser consumido pelas chamas, noticiaram os meios de comunicação estatais iranianos. O edifício "Plasco" situa-se no centro da capital iraniana, a norte da zona do mercado.

    Em desenvolvimento

  • Os finalistas do Carro do Ano 2017 são...
    0:53

    Economia

    São sete os escolhidos pelos jurados do Carro do Ano, iniciativa do Expresso e da SIC Notícias. À final chegaram o Citroen C3 Pure Tech, o Hyundai IONIQ Hybrid Tech, da Kia o novo modelo Optima Sportwagon 1.7 CRDi GT Line, o Peugeot 3008 Allure 1.6 BlueHdi, o Renault Mégane Sport Tourer Energy dCI, o SEAT Ateca 1.6 TDI CR Style e ainda o Volvo V90.