sicnot

Perfil

Mundo

Dezenas de famílias abandonam Alepo através de corredor humanitário

© Abdalrhman Ismail / Reuters

Dezenas de famílias que estavam retidas na cidade de Alepo deixaram o setor rebelde desta cidade, no norte da Síria, através de um corredor humanitário aberto pelo regime, informou hoje a agência de notícias SANA.

O Observatório Sírio dos Direitos do Homem (OSDH) deu ainda conta da saída, hoje, "de um número considerável de civis" do setor Este desta cidade síria, através de uma passagem no bairro de Salaheddine.

"Dezenas de famílias abandonaram esta manhã os bairros Este de Alepo através de corredores (...) abertos para retirar os cidadãos retidos pelos grupos terroristas (rebeldes)", segundo a agência de notícias síria.

Segundo a SANA, "os soldados receberam as famílias que foram transportadas em autocarros rumo a abrigos temporários".

Além destas famílias, "um grupo de mulheres com mais de 40 anos também saiu dos bairros Este de Alepo através da passagem de Salaheddine", um bairro que é atravessado pela linha de separação entre os setores rebelde (Este) e o regime (Oeste).

Após duas semanas de bombardeamentos e de ocupação, o regime abriu corredores humanitários, com o apoio dos aliados russos, para encorajar os civis e os combatentes dispostos a depor as armas a saírem dos bairros rebeldes, com o objetivo de recuperar a segunda cidade do país e a declarar vitória na guerra.

Desde 17 de julho que mais de 250 mil pessoas estão retidas no setor rebelde de Alepo, sem acesso aos bens essenciais.

Lusa

  • GNR só teve acesso às imagens das agressões em Alcochete 12 horas depois
    1:42

    Crise no Sporting

    A GNR não pôde visionar as imagens de videovigilância da Academia de Alcochete logo que chegou ao local. O sistema estava inoperacional, o que fez com que as imagens só fossem entregues quase 12 horas depois do ataque à equipa do Sporting. Entre as provas recolhidas, estão também impressões digitais e vestígios de sangue encontrados na zona do balneário.

  • Juiz considera que agressões em Alcochete foram "ato terrorista"
    1:59

    Crise no Sporting

    O juiz que decretou a prisão preventiva dos 23 detidos pelo ataque à Academia do Sporting considera que se tratou de um ato terrorista. Diz mesmo que os agressores tiveram um comportamento chocante e que perverte o espírito desportivo. Sete dos 23 detidos já foram condenados por outros crimes, mas não chegaram a pena de prisão.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • A promessa que João Mário vai ter de cumprir se Portugal for campeão
    1:36
  • Aprovadas mudanças no acesso ao ensino superior

    País

    O Governo aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que estabelece o currículo dos ensinos básico e secundário, bem como os princípios orientadores da avaliação, voltando a nota de Educação Física a contar para a média de acesso ao ensino superior. No caso dos alunos do ensino profissional, são eliminados requisitos considerados discriminatórios no acesso ao ensino superior.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC