sicnot

Perfil

Mundo

Erdogan quer serviço de informações e forças armadas sob o seu controlo

O chefe de Estado turco declarou que vai propôr ao parlamento que os serviços de informações e os chefes do Estados-maiores passem a estar sob o controlo direto da Presidência do país.

"Vamos apresentar uma pequena reforma constitucional (ao parlamento) que, caso seja aprovada, colocará o serviço de informações turco (MIT) e os chefes dos Estados-maiores (das forças armadas) sob controlo da Presidência", declarou Recep Tayyip Erdogan à cadeia de televisão turca A-Haber.

Duas semanas depois de uma tentativa de golpe de Estado, Erdogan anunciou a intenção de fechar todas as escolas militares e de as substituir por uma universidade nacional para formar as forças armadas.

Estas declarações surgem depois de Ancara ter procedido esta semana a uma importante remodelação das forças armadas, com perto de metade dos generais (149) a serem demitidos dos cargos, na sequência da tentativa de golpe de Estado de 15 de julho.

Uma pequena parte das forças armadas, incluindo altas patentes, tomaram blindados, caças e helicópteros para derrubar o governo islamita-conservador de Erdogan.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.