sicnot

Perfil

Mundo

Erdogan quer serviço de informações e forças armadas sob o seu controlo

O chefe de Estado turco declarou que vai propôr ao parlamento que os serviços de informações e os chefes do Estados-maiores passem a estar sob o controlo direto da Presidência do país.

"Vamos apresentar uma pequena reforma constitucional (ao parlamento) que, caso seja aprovada, colocará o serviço de informações turco (MIT) e os chefes dos Estados-maiores (das forças armadas) sob controlo da Presidência", declarou Recep Tayyip Erdogan à cadeia de televisão turca A-Haber.

Duas semanas depois de uma tentativa de golpe de Estado, Erdogan anunciou a intenção de fechar todas as escolas militares e de as substituir por uma universidade nacional para formar as forças armadas.

Estas declarações surgem depois de Ancara ter procedido esta semana a uma importante remodelação das forças armadas, com perto de metade dos generais (149) a serem demitidos dos cargos, na sequência da tentativa de golpe de Estado de 15 de julho.

Uma pequena parte das forças armadas, incluindo altas patentes, tomaram blindados, caças e helicópteros para derrubar o governo islamita-conservador de Erdogan.

Lusa