sicnot

Perfil

Mundo

Jovens sírios celebram jornada da juventude e enviam vídeo de saudação ao papa

Cerca de 1.200 jovens católicos estão hoje celebrar a Jornada Mundial da Juventude, em Alepo, na Síria, e enviaram um vídeo de saudação ao papa e aos milhares de peregrinos que participam no encontro, em Cracóvia.

Mais de trinta associações, grupos religiosos e escolas de Alepo decidiram organizar o encontro, que é especialmente complicado num país devastado pela guerra, disse um dos organizadores, o padre salesiano Pier, citado pela agência espanhola Efe.

O encontro decorre na igreja salesiana de Santa Matilde, em Alepo, e oferece momentos de catequese, adoração, reconciliação na guerra, intercâmbio de experiências e orações pela paz na Síria e em todo o mundo.

Este é o cenário de onde 1.200 jovens fizeram o vídeo intitulado "Move the Heart", com o qual saúdam o Papa Francisco e participantes na Jornal Mundial da Juventude, na Polónia.

No vídeo, recordam o lema da reunião em Cracóvia: "Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia".

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.