sicnot

Perfil

Mundo

Mãe e a filha violadas por seis homens na Índia

Uma mãe e a filha adolescente foram violadas por seis homens, que as retiraram do carro onde seguiam, numa estrada em Nova Deli, e as arrastaram para um campo, onde as atacaram, informou hoje a polícia.

Um presumível grupo de assaltantes terá obrigado a parar o carro da família que circulava, no sábado, numa estrada movimentada, disse o diretor-geral da polícia, Daljeet Chaudhary.

A mãe contou à polícia que ela e a filha de 14 anos foram retiradas do veículo e violadas por seis homens.

Já os quatro homens da família disseram que foram amarrados com cordas e os seus pertences roubados durante o ataque, contou Daljeet Chaudhary disse à agência France Presse (AFP).

A polícia já deteve hoje 16 pessoas, mas continua a procurar o principal suspeito do ataque, que ocorreu no estado de Uttar Pradesh, a cerca de 65 quilómetros a sul da capital da Índia.

"O principal suspeito foi identificado. Estamos a tentar detê-lo o mais rapidamente possível e enviá-lo para a cadeia", disse o diretor-geral da polícia.

A Índia endureceu as punições para os violadores, desde o assassínio no final de 2012 de uma estudante de 23 anos em Nova Deli, vítima de violação coletiva. Mas este crime continua a ocorrer no páis. Segundo os números oficiais mais recentes, foram relatadas, em 2014, 36.735 situações de violação.

Ativistas alertam que este número será provavelmente muito maior, porque muitas mulheres não denunciam o crime devido ao estigma social ligado a estas situações.

Com Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19