sicnot

Perfil

Mundo

PSOE rejeita apelo de González e garante que votará não a Rajoy

reuters

O porta-voz do Partido Socialista espanhol (PSOE), Óscar López, insistiu hoje na recusa do partido em viabilizar um governo do Partido Popular (PP, direita) liderado por Mariano Rajoy, contrariando um apelo do líder histórico Felipe González.

López disse "respeitar muitíssimo" as palavras do ex-presidente do PSOE, mas sublinhou que a posição do partido - consensualizada no último Conselho Federal, em 9 de julho -- foi a de rechaçar a reeleição de Rajoy.

"O Comité Federal foi muito claro. Falaram todos os dirigentes do PSOE e todos disseram o mesmo: o PSOE deverá votar 'não' à investidura de Rajoy", disse Óscar López em declarações à Cadena Ser, citadas pela agência Efe.

Numa entrevista ao diário argentino Clarín, Felipe González, antigo líder socialista e ex-primeiro-ministro espanhol, defendeu que, "se não é possível formar governo, há que deixar formar governo. E isso leva à abstenção" do PSOE.

O porta-voz do PSOE no Senado espanhol insistiu que "não faz nenhum sentido" que o PP deposite nos socialistas a esperança de encontrar uma "alternativa" de governabilidade, até porque "o natural" é que estes votem contra.

Mariano Rajoy e o líder do PSOE, Pedro Sánchez, vão reunir-se na terça-feira para aferir da possibilidade de os socialistas viabilizarem o governo do PP, mas López começou já por dizer que Sánchez irá "escutar", mas não negociar.

O vice-secretário de Comunicação do PP, Pablo Casado, anunciou hoje à rádio Onda Cero que Rajoy irá apresentar ao PSOE, e depois ao partido de centro-direita Ciudadanos, um documento de negociações elaborado a partir da comparação dos programas eleitorais dos três partidos.

Casado apelou, por isso, ao sentido de "responsabilidade" dos socialistas, especificando que o documento que Rajoy vai apresentar será a síntese do programa eleitoral do PP e do acordo de governo que o PSOE e o Ciudadanos assinaram na anterior legislatura. "Há mais coincidências do que parece" nas posições dos três partidos, disse.

O sucesso destas negociações, lembrou Casado, permitirá agendar a sessão parlamentar de votação de investidura de um novo governo para 23 de agosto, contando com a abstenção do PSOE, e depois aprovação atempada do próximo orçamento do Estado espanhol e dos objetivos de Bruxelas.

Para Óscar López, é "verdadeiramente surpreendente" que Rajoy apresente a Sánchez uma oferta com base no acordo que o PSOE assinou com o Ciudadanos em fevereiro, com o qual o líder socialista tentou -- e falhou -- a investidura.

López recordou que o PP na altura "desqualificou e ridicularizou" esse acordo, porque ele supunha todas as políticas dos populares nos últimos quatro anos.

Lusa

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23

    Mundo

    Cerca de 1.4 milhões de crianças estão em risco iminente de morrer à fome. Deste modo, a UNICEF faz um apelo urgente de cerca de 230 milhões de euros para levar nos próximos meses comida, água e serviços médicos a estas crianças. As imagens desta reportagem podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35
  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32
  • Homem que esfaqueou mulher em Esmoriz é acusado de homicídio qualificado
    1:24

    País

    O homem que no sábado esfaqueou a mulher em Esmoriz está acusado de homicídio qualificado. O arguido de 50 anos foi ouvido esta segunda-feira pelo juiz de instrução e ficou em prisão preventiva, uma medida fundamentada pelo perigo de fuga e de alarme. O homem remeteu-se ao silêncio durante o interrogatório, no Tribunal de Aveiro.

  • Homem condenado a oito anos e meio por abuso sexual da mãe
    1:10

    País

    O Tribunal de Coimbra condenou esta segunda-feira um homem de 53 anos a oito anos e meio de prisão por abuso sexual da mãe e ainda por crimes de roubo e coação. A mãe, de 70 anos, sofria de problemas nervosos e consumia bebidas alcoólicas com frequência, tendo sido vítima de abuso sexual por parte do filho enquanto dormia. Os crimes cometidos remetem para o início de 2016, depois do homem já ter cumprido outras penas de prisão em Espanha.

  • Jovem de 21 anos morre colhida por comboio na linha da Beira Baixa
    0:43

    País

    Uma jovem de 21 anos morreu esta segunda-feira ao ser atropelada pelo comboio Intercidades à saída da estação de Castelo Branco, na linha da Beira Baixa. A vítima foi colhida pelo comboio que seguia no sentido Lisboa-Covilhã ao atravessar a linha de caminho de ferro. Este é um local onde não existe passagem de nível, mas habitualmente muitas pessoas arriscam fazer a travessia da linha.

  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.