sicnot

Perfil

Mundo

PSOE rejeita apelo de González e garante que votará não a Rajoy

reuters

O porta-voz do Partido Socialista espanhol (PSOE), Óscar López, insistiu hoje na recusa do partido em viabilizar um governo do Partido Popular (PP, direita) liderado por Mariano Rajoy, contrariando um apelo do líder histórico Felipe González.

López disse "respeitar muitíssimo" as palavras do ex-presidente do PSOE, mas sublinhou que a posição do partido - consensualizada no último Conselho Federal, em 9 de julho -- foi a de rechaçar a reeleição de Rajoy.

"O Comité Federal foi muito claro. Falaram todos os dirigentes do PSOE e todos disseram o mesmo: o PSOE deverá votar 'não' à investidura de Rajoy", disse Óscar López em declarações à Cadena Ser, citadas pela agência Efe.

Numa entrevista ao diário argentino Clarín, Felipe González, antigo líder socialista e ex-primeiro-ministro espanhol, defendeu que, "se não é possível formar governo, há que deixar formar governo. E isso leva à abstenção" do PSOE.

O porta-voz do PSOE no Senado espanhol insistiu que "não faz nenhum sentido" que o PP deposite nos socialistas a esperança de encontrar uma "alternativa" de governabilidade, até porque "o natural" é que estes votem contra.

Mariano Rajoy e o líder do PSOE, Pedro Sánchez, vão reunir-se na terça-feira para aferir da possibilidade de os socialistas viabilizarem o governo do PP, mas López começou já por dizer que Sánchez irá "escutar", mas não negociar.

O vice-secretário de Comunicação do PP, Pablo Casado, anunciou hoje à rádio Onda Cero que Rajoy irá apresentar ao PSOE, e depois ao partido de centro-direita Ciudadanos, um documento de negociações elaborado a partir da comparação dos programas eleitorais dos três partidos.

Casado apelou, por isso, ao sentido de "responsabilidade" dos socialistas, especificando que o documento que Rajoy vai apresentar será a síntese do programa eleitoral do PP e do acordo de governo que o PSOE e o Ciudadanos assinaram na anterior legislatura. "Há mais coincidências do que parece" nas posições dos três partidos, disse.

O sucesso destas negociações, lembrou Casado, permitirá agendar a sessão parlamentar de votação de investidura de um novo governo para 23 de agosto, contando com a abstenção do PSOE, e depois aprovação atempada do próximo orçamento do Estado espanhol e dos objetivos de Bruxelas.

Para Óscar López, é "verdadeiramente surpreendente" que Rajoy apresente a Sánchez uma oferta com base no acordo que o PSOE assinou com o Ciudadanos em fevereiro, com o qual o líder socialista tentou -- e falhou -- a investidura.

López recordou que o PP na altura "desqualificou e ridicularizou" esse acordo, porque ele supunha todas as políticas dos populares nos últimos quatro anos.

Lusa

  • Funcionários públicos hoje em greve
    1:37

    Economia

    Os funcionários públicos estão hoje em greve. A paralisação pode fechar algumas escolas, centros de saúde e outros serviços públicos. O fim da precariedade e o reforço de pessoal são duas das reivindicações do protesto.

  • Oliveira Costa "era incompetente para todos os lugares em que eu o vi"
    3:12

    Quadratura do Círculo

    O caso BPN esteve em destaque no programa Quadratura do Circulo desta quinta-feira. Pacheco Pereira relembrou que os maiores prejuízos são posteriores à nacionalização e responsabiliza José Sócrates. O Jorge Coelho disse que se fez justiça e que é uma prova que o Estado de direito português está a funcionar. Lobo Xavier garantiu também que Oliveira Costa era incompetente por natureza.

  • Nove distritos sob aviso amarelo devido à chuva

    País

    Nove distritos de Portugal continental estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de aguaceiros por vezes fortes e de granizo, acompanhados de trovoada e rajadas fortes, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Bragança, Viseu, Porto, Vila Real, Guarda, Viana do Castelo, Castelo Branco, Coimbra e Braga são os distritos sob aviso o amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.