sicnot

Perfil

Mundo

Eleições para Parlamento regional da Galiza a 25 de setembro

© Miguel Vidal / Reuters

O presidente da Comunidade Autónoma da Galiza (Espanha), Alberto Núñez Feijóo, anunciou que as eleições para o Parlamento regional vão realizar-se em 25 de setembro, a mesma data do ato eleitoral da Comunidade Autónoma do País Basco.

"Não teria sido responsável convocar as eleições galegas uma semana ou uns dias mais tarde" que no País Basco, apenas "por ter dito que seriam em outubro", disse Alberto Núñez Feijóo em conferência de imprensa.

O presidente da junta galega salientou que a realização de eleições numa data posterior a 25 de setembro não seria positivo nem para a Galiza nem para Espanha, dada a situação política que se vive neste momento e porque "prolongaria a instabilidade" que originam os diferentes processos eleitorais que tem havido nos últimos meses.

A Espanha está há sete meses com um governo de gestão, depois de as forças políticas do país não terem conseguido formar um novo governo na sequência das eleições de 20 de dezembro e 26 de junho.

A Galiza é uma das comunidades autónomas espanholas e está situada no noroeste da península Ibérica, a norte de Portugal.

Tem cerca de 2,78 milhões de habitantes e um território que corresponde a cerca de um terço de Portugal.

Lusa

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.